• Vítor, tudo bem?

    Valeu! Obrigado pelo feedback. Volte mais vezes.

    Abraços

  • Pingback: ()

  • Pingback: ()

  • Pingback: ()

  • Pingback: ()

  • Pingback: ()

  • Pingback: ()

  • Ulisses Wehby de Carvalho

    Gabriel, tudo bem?

    Muito obrigado pelas suas observações. Concordo plenamente com elas. Valeu!

    Abraços

  • Ulisses Wehby de Carvalho

    Marcelo, como vai?

    Por favor, publique sua pergunta no Fórum Tecla SAP em http://www.teclasap.com.br/forum/ Obrigado!

    Abraços

    • Marcelo

      Okay!

  • Sua explicação sobre como traduzir “exposição” é mais que perfeita! Dá prazer de ler. 😉

    • Lynnea, tudo bem?

      Muito obrigado pelo feedback simpático. É realmente muito bom saber que o material está sendo bem aproveitado. Volte sempre!

      Abraços a todos

  • gleison

    hi there!! this good idea ulisses, book´s site inglish course!
    plus one teclasap!!

    i´m ready and learning allday!
    thank´s for book!!

    see you !!

    gleison!!

  • Maria Silvia

    Ulisses, acabei de conhecer seu blog, e achei-o delightful… Parabéns por essa iniciativa; é muito bonito e muito raro alguém dispor de seu tempo em favor de tantos…
    Um abraço

    • Ulisses

      Maria Silvia,

      Muito obrigado pela mensagem simpática. Espero que você frequente as páginas do Tecla SAP regularmente.

      Abraços a todos

  • Ulisses Wehby de Carvalho

    K.,

    Obrigado pelo comentário acima. Ajudou sim!

    Abraços a todos

  • k.

    Caros Thays e Ulisses,

    Aqui vão meus two cents:

    Quanto à exibição de filme: geralmente, em português, quando falamos de um filme atualmente em cartaz, é mais comum usarmos o termo “sessão” (pelo menos em São Paulo, onde cresci); quando usamos o termo “exibição”, geralmente ela diz respeito a uma projeção especial, como uma pré-estréia ou exibição para uma platéia seleta, de críticos ou celebridades, ou ainda em um festival, como o anual Festival Internacional de São Paulo. Nesse caso, é mais comum, dentre os cinéfilos norte-americanos, usar a expressão “screening”.

    Por favor, lembrem-se que toda tradução/versão adequada leva em conta ambos regionalismos lingüísticos. Essa, especificamente, é norte-americana/paulistana. Pode ser que em outras regiões os costumes sejam diferentes.

    Quanto ao texto “Sunscreen”, de autoria de Mary Schmich, e popularizada em 99 pelo excelente diretor Baz Luhrmann, ela faz menção a esse costume porque é uma dança popular em casamentos. Brasileiros com mais de 25 anos de idade (talvez até mais jovens) provavelmente conhecem a versão em português, “Baile dos Passarinhos”, do Gugu – sim, ele mesmo, o Liberato. Não sei se por pura influência americana ou por razões só por Deus conhecidas, essa dança se tornou popular em alguns casamentos de que participei no Brasil, sempre regada a muito, muito álcool – única razão pra alguém dançar ao som dessa trilha. Daí a metáfora brincalhona de Mary Schmich, em que ela evita a antítese óbvia a “divórcio” ao se refrir a uma dança que somente é praticada em casamentos, e, no caso – comum na América do Norte -, em celebrações de aniversários de casamento, muito semelhantes a uma festa de casamento, em que por vezes há a renovação dos votos de amor e lealdade do casal em questão.

    Novamente, tenham em mente que esta colaboração tem como base tradições paulistanas e suas referências na América do Norte – mais precisamente, em Toronto, cidade na qual moro atualmente. Há sempre que se ajustar os costumes para ambas culturas.

    Espero ter ajudado um pouco.

  • Ulisses Wehby de Carvalho

    Alessandra,

    Seja bem-vinda ao Tecla SAP. Obrigado pelos elogios. É um prazer para mim saber que as dicas estão ajudando no seu desenvolvimento profissional.

    Abraços a todos

  • Alessandra

    Olá Ulisses, é um prazer te conhecer.Estou pensando em iniciar uma carreira de tradutora e me indicaram a sua comunidade no Orkut…estou amando as dicas do seu site…está sendo de grande ajuda. Obrigada e virei sua fã de carteirinha!!!
    ADOREI A ENTREVISTA COMO JÔ!

  • Ulisses Wehby de Carvalho

    Thays,

    Obrigado pelo comentário. Para dizer “em cartaz”, você pode simplesmente dizer “[name of the movie] is now showing (in theathers)”.

    O termo que você procura é “The Funky Chicken”, música de Rufus Thomas que tem um tom bem humorado e uma maneira de dançar bem divertida. No texto “Sunscreen” a mensagem é viver a vida com mais alegria e descontração. A frase inteira é essa: “Maybe you’ll divorce at 40, maybe you’ll dance the funky chicken on your 75th wedding anniversary.” Em suma, relaxe e curta a vida!

    Nas próximas vezes, envie sua dúvida para a comunidade “Tecla SAP :: Dicas de inglês” em http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=380657 porque assim outras pessoas colaboram oferecendo mais sugestões e todos saem ganhando.

    Abraços a todos

  • Thays M. Ferreira

    Olá, Ulisses, tudo bem?
    Puxa, legal essa do “papel ridículo”, né? Tenho duas dúvidas (bem, na verdade tenho um milhão delas!!!): quando falo de exibição de um filme, por exemplo, pra dizer que está em cartaz, posso usar exhibition?
    Também gostaria de saber o que é “funk chicken” (li no txto Sunscreen). Você pode me ajudar?

    Claro, não posso deixar de registrar mais uma vez meus elogios a você pelo Tecla Sap, que já faz parte da minha rotina! Parabéns!!!