• Christian, tudo bem?

    Não preciso nem quero convencer você de nada. Você não precisa concordar comigo, mas eu não gostaria que outros leitores se deixassem enganar por conta de uma mera semelhança ortográfica. Por isso, envio essa nova resposta.

    DEFINIÇÕES

    “Spanking” é prática legal, por exemplo, em todos os estados americanos e é conduta disciplinar aceita por quase metade da população daquele país. Embora esteja longe de ser unanimidade, a prática é recomendada até por pediatras! Sua tradução é “dar palmadas” ou expressão equivalente.

    “Espancamento” é substantivo que em inglês pode ser traduzido por “beating”, “thrashing”, “drubbing”, “physical assault”, “battery” etc. e é crime previsto em lei.

    Segundo o Dicionário da Porto Editora: “agredir violentamente com socos, pontapés, etc.; bater”. Segundo o iDicionário Aulete: “Dar pancada, surra em; SURRAR: revoltados, espancaram o assassino”. Segundo o Houaiss: “dar pancadas em; bater em, surrar espancaram os ladrões com um porrete.”

    FINALIDADE

    Spanking: punir comportamento impróprio, em geral de crianças

    Espancamento: agredir violentamente

    CONSEQUÊNCIAS

    Spanking: nádegas avermelhadas e possíveis danos psicológicos

    Espancamento: lesões físicas graves e, casos extremos, até morte.

    FORÇA EMPREGADA

    Spanking: força proporcional à idade e ao tamanho da criança

    Espancamento: sem limites

    FORMA

    Spanking: uso das palmas das mãos primordialmente

    Espancamento: socos, pontapés, porretes etc.

    PARTE DO CORPO ATINGIDA

    Spanking: nádegas primordialmente

    Espancamento: sem limites

    INSTRUMENTO EMPREGADO

    Spanking: as palmas das mãos primordialmente

    Espancamento: punho cerrado, pés, porretes etc.

    CONCLUSÃO

    A semelhança é mesmo só ortográfica. O fato de alguém perder o controle e transformar aquilo que deveria ser apenas umas palmadas em ato de agressão violenta não cria nenhuma semelhança entre os dois conceitos. É evidente que aplicar golpes com a mão aberta e com força desproporcional em uma criança pequena é agressão violenta e causa muito mais danos do que um soco bem dado em um adulto. O mesmo se aplica a dar uma surra de cinto com força desproporcional. É tudo agressão física violenta; é abuso; é crime. Em suma, “espancamento” seria uma das descrições possíveis para esses atos. “Spanking” não é nada disso. Acho que a confusão está desfeita.

    Sugestão: faça como todo tradutor profissional experiente e não confie em dicionários bilíngues. Compare as definições de vários dicionários monolíngues dos dois idiomas e tire suas próprias conclusões.

    Abraços a todos

  • Christian,

    Você não precisa concordar comigo, mas não pode discordar dos fatos.

    DEFINIÇÕES:

    “Spanking” é prática legal, por exemplo, em todos os estados americanos e é conduta disciplinar aceita por quase metade da população daquele país. Embora esteja longe de ser unanimidade, a prática é recomendada até por pediatras! Sua tradução é “dar palmadas” ou expressão equivalente.

    “Espancamento”, substantivo que em inglês pode ser traduzido por “beating”, “thrashing”, “drubbing”, “physical assault”, “battery” etc. é crime previsto em lei. Segundo o Dicionário da Porto Editora: “agredir violentamente com socos, pontapés, etc.; bater”. Segundo o iDicionário Aulete: “Dar pancada, surra em; SURRAR: “. Segundo o Houaiss: “dar pancadas em; bater em, surrar <espancaram os ladrões com um porrete›".

    FINALIDADE:

    Spanking: Disciplinar e punir comportamento impróprio, aplicado em geral a crianças e adolescentes.

    Espancamento: Agredir violentamente.

    CONSEQUÊNCIAS:

    Spanking: Nádegas avermelhadas e possíveis danos psicológicos futuros.

    Espancamento: Lesões físicas graves e, em casos extremos, até morte.

    FORÇA EMPREGADA

    Spanking: Força proporcional à idade e ao tamanho da criança.

    Espancamento: Sem limites.

    FORMA

    Spanking: Uso das palmas das mãos primordialmente.

    Espancamento: Socos, pontapés, porretes etc.

    PARTE DO CORPO ATINGIDA

    Spanking: Nádegas primordialmente.

    Espancamento: Sem limites.

    INSTRUMENTO EMPREGADO:

    Spanking: As palmas das mãos primordialmente.

    Espancamento: Punho cerrado, pés, porretes etc.

    A semelhança é mesmo só ortográfica. O fato de alguém perder o controle e transformar aquilo que deveria ser apenas umas palmadas em ato de agressão violenta não cria nenhuma semelhança entre os dois conceitos.

    É evidente que aplicar golpes com a mão aberta e com força desproporcional em uma criança pequena é agressão violenta e causa muito mais danos do que um soco bem dado em um adulto. O mesmo se aplica a dar uma surra de cinto com força desproporcional. É tudo agressão física violenta; é abuso; é crime. Em suma, "espancamento" seria uma das descrições possíveis. "Spanking" não é nada disso.

    Acho que a confusão está esclarecida. Sugestão: faça como todo tradutor profissional experiente e não confie em dicionários bilíngues. Compare as definições de vários dicionários monolínguas nos dois idiomas e tire suas próprias conclusões.

    Abraços

  • Marcelo Santiago

    Como diria beavis and butthead:
    “I’m gonna spank my monkey”.

    • Marcelo, tudo bem?

      Cuja tradução é “descabelar o palhaço”. Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

      Abraços

  • Christian

    Eu não diria que é 100% falso cognato, pois há casos (mais raros, é verdade) em que o sentido é o mesmo nas duas línguas. Por exemplo, se um pai punir um filho batendo com muita força, causando sérias lesões, vai ser dito aqui que o pai espancou o filho, mas ainda será spanking lá (pelo menos foi o que me pareceu confirmar uma rápida busca na Internet).

    E a frase “spank the yank”, que vejo em lutas de boxe, acho que daria pra traduzir sem nenhum problema por “Espanque o Ianque” 😀

    • Christian, tudo bem?

      O sentido não é o mesmo nas duas línguas: “spanking” é quase sempre com a palma da mão, antigamente com a palmatória, em geral, no bumbum. O dano é mais psicológico do que físico.

      Se, por outro lado, a prática causar danos físicos mais graves, deixa de ser “spanking” e vai ser chamada de “abuse”, “beating”, “aggression”, “domestic violence” etc.

      “Espancamento”, por outro lado, pressupõe diversos socos, pontapés e golpes com porretes ou qualquer outro objeto para causar danos físicos violentos. Não rola mão aberta. Uma ida ao hospital é quase inevitável.

      Abraços