Perfil: Michael Jacobs

Michael A. Jacobs nasceu em Londres e veio para o Brasil em 1967 aos vinte e dois anos. Engenheiro, atuou em várias multinacionais até 1989 quando começou a lecionar inglês e fazer traduções para a língua inglesa.O próprio Michael irá explicar sua trajetória como escritor, mas não podemos deixar de mencionar que ele foi pioneiro no uso de português para ajudar o aluno brasileiro a melhorar seu inglês (depois de taaaantas pessoas dizerem que esta idéia jamais daria certo!).

“Publiquei “Como não aprender inglês” em 1999, aquele com as torres gêmeas do WTC e o Cristo Redentor na capa. Em 2001, saiu o Volume Dois do mesmo título, com o avião subindo por cima das mesmas torres, Big Ben, minha foto, etc. Estes dois livros foram publicações independentes.

Aí veio 11 de setembro. Além dos estragos e destruição provocados por Osama bin Laden e seus comparsas, ele também cometeu a proeza de acabar com as duas capas.

Em 2002 a Editora Campus/Elsevier adquiriu os direitos dos dois livros e publicou a “Como não aprender inglês – Edição Definitiva”, com o melhor dos dois volumes anteriores. Assim, os primeiros dois volumes saíram de catálogo, mas juntos já venderam mais de 150 mil cópias até agora. Em 2003, a Disal Editora lançou “Tirando dúvidas de inglês” e a Campus, “Como melhorar ainda mais seu inglês”.

Os livros estão à venda nas melhores livrarias e também aqui no blog (basta clicar nos links acima). São ótimos para alunos, professores, jovens, velhos, estudantes, não estudantes, homens, mulheres, crianças, adolescentes, todas as raças e até marcianos (desde que estejam interessados em melhorar seu inglês). São também ótimos presentes de natal, de aniversário, de calços para mesas desequilibradas ou apenas para agradar alguém. E se você achar que são caros, quero informar duas coisas: Primeiro: não sou eu que estabeleço o preço e, segundo, o custo de aulas de inglês por aí varia de uns poucos reais a hora até em torno de R$100,00! É só comparar isso com um comentário que recebi de um leitor grato.

“Aprendi mais com seu livro do que aprendi em trinta aulas”

Como se vê, um ótimo custo/benefício. (E ele estava se referindo apenas a um dos livros). E se não encontrá-los nas livrarias sugiro que faça um escândalo (Make a scene)!”

O Michael continua escrevendo artigos (Cf. “Barbecue in Abundance“) e livros recheados de dicas, sugestões e seções especiais chamadas Atitudes, que ajudam o aluno a assumir uma postura positiva perante os desafios de aprender uma nova língua. Em tudo que escreve sempre há exemplos bem humorados e fáceis de ler (sua marca registrada) e que mostram exatamente onde e, ainda mais importante, por que os brasileiros cometem os erros com a língua inglesa. Ele tem quatro filhos brasileiros e mora em São Paulo.

  • Flávia Zanin

    Estou lendo o livro e estou gostando muito! Logo na introdução o Michael comenta que existem ótimos materiais didáticos disponíveis no Brasil. Gostaria de algumas recomendações de materiais para começar a estudar inglês sozinha. Tive problemas com uma determinada escola de inglês e agora prefiro investir meu dinheiro em livros e materiais com bom embasamento. Ulisses você poderia indicar alguns? Poderia me enviar o e-mail do Michael também? Obrigada!

  • ricka, tudo bem?

    Vou enviar o e-mail do Michael para você. Assim você pergunta diretamente para ele.

    Abraços

  • Almy Araujo

    Hi, Michael. I’m a big fan of your work. I read “Como não parendenter Inglês I e II”, and “Como melhorar ainda mais o seu InglÊs” all wonderful books. I learn with your books many things that I didn’t learn in English School, College, or even pos-graduation. I do think you’re a very talented teacher, and you explain everything so much easily, and in a funny way. Congratulations!

    I’d like to ask you a few questions:
    I’d like to know how to separate syllables in English? It’s very hard to find didatic material about it. Do you have any material suggestions, or explanation?

    What’s the explanation to expressions like: three-legged pop? Say a pop with a missing leg, or a pop with three legs are more grammatical? How to explain the use of hifen?

    I wish you all the best,
    Hugs.

  • Tacila

    onde eu encontro fundamentaçao teórica sobre o tema.. sobre expressoes.. como entender o ingles falado..
    preciso colocar no meu projeto de pesquisa.. obrigada =)

  • Tacila

    Muito bom! eu vou comprar o outro livro.. Tirando dúvidas em inglês.. eu tenho já o Como não aprender inglês, e eu vou usá-lo como referência no meu projeto de pesquisa. =D

  • Rebeca Fumie Umetsu Hansen

    O 1º livro do M.Jacob ficou me esperando por muitos anos na prateleira; só agora consegui lê-lo e amei-o!
    Gostei tanto que acessei a internet para saber se, de fato, o 2º livro (“preanunciado” no 1º) fora publicado. O Google apresentou este site no topo da lista. Cliquei e encontrei utilidades (:-), como o tira-dúvidas sobre expressões idiomáticas.
    Pena que o 2º livro já tenha saído de linha. Mas com certeza, procurarei os outros na livraria onde faço minhas compras periodicamente. Sucessos (aos dois)!

  • Daniele

    I was tense studying something in English, when navegating on internet and lost with the huge variety of material, I accidently found your explanation about something f!!, of course!grammar.The humorous way you explain it carry me and it is absolutely fascinating, interesting, clear and funny! Love your sense of humor. I wish you could lend me some of this wisdom rs. Wow!

  • emanuely morales

    to lendo o livro e to adorandooo

  • Sarah Christie

    Sabe aquele tipo de livro que você leva pra todo lugar? 😀 ahuau de cabeceira mesmo? é o Como não aprender inglês. Oh my Gosh xD Eu tenho seu livro, Michael, e gostei tanto que comprei de aniversário pro meu melhor amigo, que também agora leva para todo lugar! =D Quase nem acreditei quando vi esse site hahaha Você é um ótimo escritor, cheio de humor. Eu e meu melhor amigo (pra quem eu dei o livro) sempre falarmos um monte do seu livro na nossa aula de inglês, no CCAA. Sempre entre uma lição e outra, quando eu me lembro de algo que você citou no livro, eu comento com a classe e o livro sai passando na mão de todos. hehehe. Todo mundo fica mó interessad, e minha professora aprova! Aliás, ela também tem o seu livro, a versão de 1999! =D Aqui em Andradas – MG, somos todos seus fãns! ^^ Um beijo, Michael, e parabéns por tudo. Deus te proteja, inté. ^^’ Sarah Christie – 15 anos.

  • marcia

    qual é a tradução de “quivering wreck”?

  • Jane Eiry

    Oi Michael, estou concluindo meu curso de graduação e para escrever a minha monografia eu estou usando o seu livro “Como Não ensinar inglês” como fonte de pesquisa, então eu gostaria de saber se eu poderia te mandar um email, caso eu precise de mais algumas informações sobre você.

    P.S.Tenho todos os seus livros e aprendi muito com eles, sempre os recomendo para meus alunos. Parabéns!

  • Andreia

    Ops! Acabei de escrevr em outro post que você deveria escrever um livro! HUMMM que mico o meu!!!! hahahah
    Lendo seu perfil, agora, descobri que você já faz isso há anos e pelo visto muito bem mesmo! Parabéns! Abraços.

  • Ricardo

    Como eu digo “prazo de execuçao de uma obra” , “finalizaçao de uma obra”, “previsao de termino de uma obra”, “inicio das atividades”. Um outro termo que ainda tenho duvida é o referente a “licitaçao” .Posso utilazar o termo “bidding” ?

    • Ulisses

      Obrigado pelo interesse no blog. As dúvidas de inglês são esclarecidas no “Fórum Tecla SAP“. Assim mais gente colabora dando outras contribuições e todos saem ganhando.

      Abraços a todos

  • Olá Michael. Uma vez eu li um artigo seu sobre o uso dos “porquês” em português. Lembro-me que estava muito bem explicado. Não estou encontrando mais esse artigo. Você teria ele on-line? Obrigada.

    • Ulisses

      Pedrina,

      Tudo bem? Obrigado pelo interesse no Tecla SAP. Respondo em nome do Prof. Michael Jacobs. A explicação que você procura está em “Vocabulário: Por quê?“. Volte sempre!

      Abraços a todos

  • Shirley

    vi um anúncio na página do post. Estava certa de que se tratava de um anúncio de curso recomendado pelo teclasap. depois vi que era do Google e que o curso não vale nem um centavo (dos 169 reais que cobram).

    • Ulisses

      Shirley,

      Não posso me responsabilizar por anúncios veiculados no blog.

      Abraços a todos

  • guga

    michael, gostaria de saber se o curso englishtown é recomendado, pois vejo q para aqueles q tem dificuldade em aprender ingles, devem fazer como as criancas, q vao aprimorando a escuta, fala e depois qdo tem 9 a 11 anos, comecam a aprender a gramatica, diferente nas escolas, ja q la, eles jogam a grammar em cima da gente!!!
    obrigado pelas dicas
    abraco

  • como se diz amador em inglês?

    • Ulisses

      Junim,

      Obrigado pelo interesse no Tecla SAP. Clique aqui para saber como esclarecer sua dúvida.

      Experimente acrescentar “por favor” no seu texto. Educação é bom e eu gosto!

      Abraços a todos

  • Ferdinando Eduardo Fuhrken

    Prezado Michael Jacobs
    Gostaria de lhe fazer a oferta, incondicional de um dicionário sobre FALSOS COGNATOS que preparei após mais de vite anos de estudo.
    O dicionário está pronto, impresso, também gravado no programa Adobe Acrobat, incluindo quase 500 palavras, tendo sido consultados mais de 50 dicionáarios e livros e revistas diversas. Ele foi enviad a mais de 20 editoras que não se interessaram em publica-lo, e como lamentaria que esse material ficasse perdido tomo a liberdade de oferece-lo
    para a sua eventual utilização, caso julgue de algum valor. O dicionário já foi todo revisado por uma professora do Instituto Brasil-Estados Unidos. Aguardo com interesse seus comentários.

  • Jayro Julio Gonçalves

    Li o seu livro I emprestado de uma colega Professora de Inglês e achei o máximo.

    Lendo algumas letras de músicas, encontrei uma série de contrações. Gostaria de saber se isso é usado normalmente na fala e escrita e se o senhor poderia passar uma lista como exemplo. Agradeceria muito.

    Jayro

  • Lucelio

    Michael, alguns e-mails seus estão vindo com ??? no lugar de letras com acento.

  • Glenda

    Olá Michael

    Estava lendo o seu artigo sobre linguiça e me ocorreu o termo “beer brats” que tanto ouvia falar qdo morava nos States. Ele também é usado na Inglaterra? Acho que´é o que mais se assemelha a nossa gostosa e spicy linguiça!

    Abraços
    Glenda Trindade

  • Ulisses

    Elaine,

    Obrigado pelo comentário acima. Parece mesmo que o dom de escrever supera eventuais barreiras lingüísticas. Lembre-se, no entanto, que o texto publicado em livro passa pelas mãos de pelo menos um revisor. Agora também não adianta escrever um texto enfadonho e sem graça porque nenhum revisor vai dar jeito. Faço coro com você: parabéns para o Michael.

    Abraços a todos

  • Elaine Soares Rodrigues

    Será que o dom de escrever bem é extensivo a todas as línguas que se aprende?
    O Michael sabe as sutilezas da língua (portuguesa e inglesa)e as utiliza como ninguém. O que fico impressionada é que o português não é a sua primeira língua e ele escreve com humor e primazia.
    Parabéns!

  • Ulisses

    Felipe,

    Obrigado pelo interesse no Tecla SAP. Clique aqui para saber como esclarecer sua dúvida.

    Abraços a todos

  • como se escreve o vida boa em ingles

  • Ulisses Wehby de Carvalho

    Juliana,

    Obrigado pelo interesse e pelo comentário. O Volume 2 está fora de catálogo. A Editora Campus/Elsevier condensou os dois volumes na Edição Definitiva. Clique nos links acima para obter mais informações.

    Abraços a todos

  • juliana leite

    Nossa…o Michael é ótimo!!

    Li recentemente o COMO NÃO APRENDER INGLÊS I e nossa…eu dava risada com os comentários dele entre uma explicação e outra!

    Quero achar o volume 2 agora!!