Preposições: IN A FIELD x ON A FARM

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Michael Jacobs

Michael, why do we say “in a field” but “on a farm” (por que dizemos num campo mas numa fazenda), se em português só usamos a preposição “em”?

Preposições: IN A FIELD x ON A FARMEis uma dúvida comum e a minha resposta é… não faço idéia! Quem procura lógica e regras para as preposições em inglês estará provavelmente condenado a uma busca frustrante. Costumo dizer que, para mim, até as preposições em português são um mistério!… Por que tenho de dizer “dor de barriga” e não “dor na barriga”, “dor no dedo” e não “dor de dedo”, “dor de cabeça” e não “dor na cabeça”? Portanto, se esbarrar com um gringo reclamando de dores nos dentes… não é para se surpreender!

We all have our own problems (todos nós temos nossos próprios problemas).

Cf. Preposições: AT x IN x ON
Cf. Falsas Gêmeas: ON TIME x IN TIME
Cf. Vocabulário: Manga
Cf. Mais Preposições

I’ll be seeing you
Michael

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Katiuscia Zanatta
Katiuscia Zanatta
9 anos atrás

Eu entrei no tópico através do twitter achando que seria instrutivo, me decepcionei. Se é para postar algo cuja resposta é “não sei”, qual a razão?

Ulisses Wehby de Carvalho
Ulisses Wehby de Carvalho
14 anos atrás

Eurico,

Obrigado pela observação acima. Ela me inspirou a escrever um texto sobre o tema. Obrigado.

Abraços a todos

Eurico
Eurico
14 anos atrás

Eu acho que aí existe uma lógica: quando dizemos que alguém está com dor de barriga, subentende-se que está com uma dor interna, talvez até um eufemismo para diarréia (ou pra usar uma gíria, piriri). Quando dizemos que alguém está com dor de cabeça, também queremos dizer uma dor interna, diferentemente de se a pessoa tivesse batido a cabeça o que ocasionaria uma dor na cabeça, na parte externa. Mas há outros exemplos em que não consigo mesmo encontrar uma lógica: dizemos “na Inglaterra” ou “Grã-Bretanha” (para citar a ilha), mas “em Cuba”. Amplexo.