A poesia que deixa marcas – homossexualidade na literatura

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Isa Mara Lando

A poesia que deixa marcas – homossexualidade na literatura

Como prévia à parada gay de São Paulo, teremos uma noite poética bem diferente na Casa das Rosas, lá no comecinho da Avenida Paulista. Na quarta-feira, dia 22 de junho de 2011, a partir das 19 horas, haverá duas palestras gratuitas sobre o tema, promovidas pela Secretaria de Estado da Cultura, Assessoria de Cultura para Gêneros e Etnias, com apoio da Editora Malagueta.

EMILY DICKINSON E SUSAN H. DICKINSON: UM AMOR QUE ATRAVESSOU DÉCADAS, com Isa Mara Lando

Isa Mara Lando, que traduziu “Loucas Noites – 55 Poemas de Emily Dickinson” (Disal Editora), vai falar do longo relacionamento entre a admiradíssima poeta americana e sua amiga e cunhada Susan. Isa Mara lerá poemas de impacto em que Emily revela seu profundo e assumido amor, que durou dos 17 anos até a morte da poeta, aos 55.

HOMOSSEXUALIDADE E MALDIÇÃO LITERÁRIA, com Glauco Mattoso

O poeta-artista-tradutor barroco escatológico sempre original Glauco Mattoso vai falar de homossexualidade e maldição literária.

Esperamos você lá! Venha e traga seus amigos e amigas. Viva a diversidade!

Data: Quarta-feira, 22 de junho de 2011
Horário: Das 19h às 20h30 (1a. palestra) e das 20h30 às 22h (2a. palestra)
Local: Casa das Rosas, Avenida Paulista, 37, São Paulo – SP
Entrada gratuita