Inglês fluente: o que fazer para ter inglês fluente?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Michael Jacobs

Inglês fluente

O que fazer para ter o inglês fluente?

inglês fluente

A pergunta

Preciso ficar fluente em inglês. Como faço para conseguir?

A resposta do Prof. Michael Jacobs

Recebo perguntas de muitos estudantes de inglês que desejam saber o que é necessário para se ter o tão almejado “inglês fluente”. Há também outra categoria de pergunta, e esta me deixa mais ainda de cabelos em pé (os poucos que ainda me restam), pois os leitores querem saber o que eu posso indicar, o que é que eu recomendo, para melhorarem a fluência no idioma. Para mim, a resposta é um tanto óbvia, mas, às vezes, me pego entrando em detalhes no intuito de ajudar.

Ultimamente, percebi que estava sendo bonzinho demais. Então, resolvi ser mais direto, depois que escrevi ontem os textos sobre “Listening Comprehension” e “Melhorando o Vocabulário”. Se não os leu ainda, sugiro que os leia – já!

Ótimo. Dado que agora você está lendo esta linha, isso significa que deve ter lido o que  acabei de recomendar no final do parágrafo anterior. Gostou? Espero que sim. Gostou da orientação e está pronto agora para mais algumas verdades. Pois são verdades mesmo o que estou escrevendo aqui, para você que tem a tendência de perguntar como melhorar listening comprehension, vocabulário e fluência. Não há  atalhos nem jeitinhos. It’s all up to you (“Tudo depende de você”).

Entretanto, se realmente não estiver disposto a fazer um esforço, poderá até tentar aprender inglês enquanto dorme. Há um método para isso. Ou pelo menos havia. Faz tempo que não vejo mais propaganda dele. Você tem visto? Não? Será que o dono do método já se aposentou em algum paraíso na Terra e seu dinheiro foi parar em outro paraíso – do tipo fiscal? Ou será que o método – alardeado para aqueles que precisam aproveitar o tempo escasso, mas principalmente servindo como disfarce para aqueles que procuram os tão sonhados atalhos e jeitinhos – não funciona? Honestamente, não sei. Só sei que, uma vez, lancei um apelo para qualquer um que tivesse aprendido inglês, ou qualquer outra coisa, enquanto dormia para que entrasse em contato comigo, pois eu queria – e ainda quero – saber como é. Estou esperando até hoje.

Para obter fluência em inglês, há um requisito básico. Em inglês, chama-se words. Traduzindo para o  português, significa… “palavras”. Pode achar que estou ficando louco, mas, se quiser me acompanhar mais  um pouco, verá aonde pretendo chegar.

inglês fluente

O que é “fluência” e “fluente”? Segundo o meu melhor dicionário, é: “Fluente – a. Capaz de se expressar no momento certo e sem fazer esforço. b. Fluindo ou se locomovendo suavemente; com graça. c. Fluindo ou capaz de fluir; líquido”. Tratamos aqui do adjetivo “fluente”. “Fluência” é simplesmente a forma substantiva.  Sem segredos. OK? Acho que podemos nos limitar à definição dada no item a.

Para todos os efeitos práticos, o que significa para o aluno ser fluente? Ele precisa falar sem muitas pausas, pois senão quebra a fluência e… bom, assim as coisas não fluem. (Peço desculpas pela redundância.) Agora, pense comigo. Se, ao tentar se expressar, toda hora a pessoa tiver que parar para achar uma palavra, uma expressão, uma colocação, uma frase feita – achá-las no ar, no dicionário, em qualquer outra fonte ou simplesmente no nada –, a conversa vai fluir de maneira lenta e truncada, se é que vai fluir. E o que é preciso para preencher os espaços? Palavras, apenas palavras.

E palavras são o quê? Vocabulário, claro. E não se aplica o mesmo conceito à tão desejada listening comprehension? Se o estudante não reconhece as palavras – ou individualmente, ou em grupos –, não vai entender o que está sendo dito ou falado. Simples, não?

E como melhorar nos quesitos listening comprehension e vocabulário? Leia os meus textos a respeito. Ah, eu ia me esquecendo de que você já leu. A orientação estava lá no primeiro parágrafo. Que bom que você entendeu. Parabéns.

Cf. Como melhorar o listening? A dica que você nunca ouviu…

Cf. Textos Mastigados – Agora com áudio em .mp3!

Cf. Os 10 erros mais comuns de quem estuda inglês

Speak up! We’re listening…

O que você achou das dicas de hoje do Prof. Michael Jacobs? Acha que elas podem ajudar a deixar seu inglês fluente? Por favor, envie sua resposta na seção de comentários, no rodapé da página. Muito obrigado pela participação!

Dicas de inglês por e-mail

Agora é com você! Cadastre-se para receber as dicas de inglês do Tecla SAP por e-mail. É grátis! Você também vai receber boletins especiais com o melhor dos mais de 4.300 posts já publicados no blog. O cadastro é simples e muito rápido! Basta clicar no botão abaixo e digitar nome e e-mail. E você ainda ganha dois e-books!

Quero receber as dicas de inglês mais os dois e-books!

Dúvidas de inglês? É só perguntar no Fórum!

Se tiver alguma dúvida de inglês, faça seu cadastro no Fórum Tecla SAP e envie sua pergunta para a gente. É grátis! Esse é o espaço indicado para você aperfeiçoar seu inglês interagindo com alunos de todos os níveis e professores experientes sempre dispostos a ajudar quem precisa. Crie tópicos com perguntas ou esclareça as dúvidas de outros membros da comunidade para acumular pontos e ganhar presentes especiais. Você vai adorar! Participe!

Referência: “Tirando Dúvidas de Inglês” de Michael Jacobs, Disal Editora, 2003. Leia a resenha para obter mais informações sobre o livro. Adquira seu exemplar com conforto e total segurança no site da Disal Distribuidora.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

33 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ulisses Wehby de Carvalho

Steph, como vai?

Muito obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Abraços

Luiz Carlos
Luiz Carlos
7 anos atrás

Porque usar a imagem de William Bonner em pergunta tão chula, porquê? Muito estranha a exposição, ele tem conhecimento disso?

Paula
Paula
8 anos atrás

Adoro esse site, curto as dicas pelo face sempre!
Mas esse post está excelente!
Tenho colegas e conhecidas que “se impressionam com o meu inglês”, mas elas não fazem ideia o tant que eu estudei e o quanto eu ainda pratico hoje para manter o inglês. O quanto eu vejo de filmes sem legenda, ou o uanto eu escuto de músicas em inglês. O quanto eu falo com amigos, enfim. E também, é claro, fiz muitos anos de cursinho de inglês.
Nada cai do céu. Fluência? Muito menos! É suada, mas a recompensa é maravilhosa!
Vocabulário sempre!
E PRÁTICA!

Arlanne
Arlanne
8 anos atrás

Pois é, vi uma vez em uma revista esse negócio de “aprender Inglês dormindo” rsrsrs As pessoas estão cada vez mais querendo as coisas imediatas e sem esforços, e se enganam, a melhor maneira ainda é estudar, estudar e não desistir de estudar. Valeuu Ulisses 🙂

Tiago
Tiago
10 anos atrás

Tambem gostaria de me tornar fluente em ingles.
Mas nao tem jeito. A realidade minha é outra.

Acabo me transformando em Decoreba Ambulante.
( ha! nao irei zerar prova alguma estrangeira! )

Mesmo assim gosto do ingles!

silvana
silvana
8 anos atrás
Reply to  Tiago

Eu gosto muito do inglês, sempre estudei mas estou longe da fluência. Apenas me viro! Minha filha está fazendo intercâmbio na Inglaterra, completando 5 meses e agora é que ela se sente segura para se comunicar. O Teclasap tem ajudado bastante, ela acompanha tudo e aprende cada vez mais. Parabéns, Ulisses!

Cristina
Cristina
10 anos atrás

Ulisses…
Gostei Muito do SEU BLOG, logo ao terminar de ler,
fiquei mais animada em estudar mais. Parabens pela materia e sinceridade.
Mas o ponto que mais me chamou atenção, foi como você é dedicado e paciente, respondendo a cada comentario das pessoas.
Háa! se eu encontrasse no meu dia-a-dia pessoas dedicadas como você.
Bjo mt grande ,
Obs: Fico feliz em ter a certeza que você irá me responder!

Marcia
Marcia
12 anos atrás

oops.. desculpe prof. Michael Jacobs, um abração pra ti, também. Muito agradecida.

Eduardo Henrique Rafael
Eduardo Henrique Rafael
13 anos atrás

Ulisses, antes de mais nada parabéns pelo seu Blog. Acho ele bem interessante e tenho certeza que ele ajuda um monte de gente sobre as nuances da língua inglesa.
Sou programador de computador e gostaria de saber se você poderia me indicar alguns livros em inglês voltado para o inglês na computação.

P.S.: Me perdoe por postar esse texto em uma área diferente, mas não achei um lugar mais apropriado.

Cenival
Cenival
13 anos atrás

Acho que a dúvida sobre onde estão os textos se dá porque você escreveu “depois que escrevi ontem os textos sobre “Listening Comprehension” e “Melhorando o Vocabulário”. “, dando a entender que os textos foram disponibilizados no blog no dia anterior. Confesso que também gastei um tempo procurando-os.

Marcelo
Marcelo
13 anos atrás

Eu também não entendi aonde estão os textos? Na resenho do livro?

Pedrina
Pedrina
13 anos atrás

Me lembro de uma palestra do Michael e, no final, ele colocou a canção “Words” dos Bee Gees.

Realmente também não consigo encontrar os outros textos citados. No site antigo do Tecla Sap era mais fácil encontrar os assuntos. Com o blog ficou mais difícil. Alguma dica?

Marcia
Marcia
13 anos atrás

“A prática faz a perfeição” hello?? sem estudar, sem esforço, impossível conseguir fluência! como o Ulisses disse, quem conseguir aprender dormindo, por favor nos passe o método, vou passar o dia inteiro dormindo!

Meu método pessoal é diário:
– explorar um novo termo em inglês
– ler um texto num jornal internacional
– decorar 20 palavras novas, no mínimo, toda semana (o vocabulário é extenso)
– quando assisto televisão, é um programa em inglês, por meia hora pelo menos, pra treinar meu ouvido.

Quanto tempo você vai dedicar ao seu aprendizado, essa é a pergunta básica na fluência, em qualquer matéria, aliás.

Beijão Ulisses!