Cadê? Como se diz “cadê?” em inglês?

Tempo de leitura: 4 minutos

Ron Martinez

CADÊ?

Cadê, que vem de “que é de” (que é de > quedê > cadê), é uma palavra única. Ela abrange um pronome interrogativo, um verbo e uma preposição, tudo em uma palavra só. Os exemplos a seguir são manifestação dessa simplicidade:

  • Cadê você?
  • Where are you?
  • Cadê ele?
  • Where is he?
  • Cadê eu?
  • Where am I?

cadê?

Não há verbo para atrapalhar. Mas o mais interessante dessa palavra é como ela não é igual a “onde está?”. Ele é muito especial. “Cadê”, por exemplo, só vive no momento. Ela não existe no passado, nem no futuro:

  • Onde está o carro? / Cadê o carro?
  • Onde estava o carro? / –
  • Onde estará o carro? / –

Ou seja, um de seus significados especiais é “onde está neste momento?”. Mas “cadê” significa mais do que “onde está”; ele muitas vezes significa “está faltando X – onde está?”. Por isso, soa melhor “Onde está Wally?” do que “Cadê Wally?”. No jogo, o Wally não está faltando; ele está lá, mas há que achá-lo.

Considere a seguinte situação: Você convida um casal de amigos para jantar em casa. A hora do jantar chega, a campainha toca, você abre a porta e só um deles está presente. Você, talvez sem pensar, pergunta:

– Oi Fulano! Que bom que você veio! Cadê a Fulana?

Seria até um tanto estranho falar “Onde está a Fulana?” nessa situação porque o matiz a mais que o “cadê” acrescenta é que Fulana “está faltando”.

“Cadê” também pode significar “quero vê-lo, quero ouvi-lo, quero tocá-lo”. Por exemplo:

Mãe: Trouxe um presentinho para você.
Filha: Cadê?

Novamente, não soa igual a caso a filha falasse: “Onde está?”. O que a filha quer dizer é: “Onde está? – quero vê-lo”.

O que nos leva de volta ao inglês. Não existe nada comparável. Vamos tentar traduzir o diálogo:

  • Mãe: Trouxe um presentinho para você.
  • Mother: I brought you a little present.
  • Filha: Cadê?
  • Daughter: Where is it?

Isso não soa natural em inglês. Uma filha em inglês diria algo como o seguinte:

  • Mãe: Trouxe um presentinho para você.
  • Mother: I brought you a little present.
  • Filha: Cadê?
  • Daughter: Let me see!

Nesse caso, o let me see (deixe-me ver) chega perto da função de “cadê” – nesse específico diálogo. O problema é que let me see só serviria como tradução em casos isolados: nenhuma tradução em inglês será tão abrangente quanto a palavra em português. Até por motivos gramaticais:

  • Pedi uma água. Cadê?
  • I ordered a water. Where is it?
  • Pedi duas águas. Cadê?
  • I ordered two waters. Where are they?

O inglês precisa de um advérbio, um verbo e um pronome para dizer o que o português expressa com tanta eficiência no maravilhoso “cadê”.

Cf. Madrugada: como dizer “madrugada” e “madrugar” em inglês?

Cf. Carente: como dizer “ser carente” e “estar carente” em inglês?

Cf. Como dizer “interior” em inglês? A História e a Geografia explicam…

Speak up! We’re listening…

O que você achou da dica de hoje do Prof. Ron Martinez? Nós do Tecla SAP gostaríamos de saber se as informações foram úteis para você ampliar seu vocabulário. Escreva um comentário no rodapé da página. Muito obrigado pelo interesse.

Pela educação

Divulgar conteúdo educacional é dever de todo cidadão! Clique nos ícones das redes sociais e participe da corrente em prol da educação. Ficar só reclamando não adianta muita coisa, você não acha? O Tecla SAP agradece sua colaboração.

Dicas por e-mail

Vai continuar perdendo oportunidades por não ser fluente em inglês? Até quando? Cadastre-se para receber as dicas do Tecla SAP por e-mail. Você vai passar a receber uma seleção dos melhores textos de um total de mais de 4.500 posts! É tudo grátis e você não leva nem 30 segundos para se cadastrar! Clique no botão abaixo, digite nome e e-mail e mais nada! Você ainda ganha o e-book Aprenda inglês com humor – Micos que você não pode pagar! O que você está esperando?

Quero receber as dicas de inglês e o E-BOOK de presente!

Google+, YouTube e Twitter

Adicione este perfil no Google+ para receber conteúdo exclusivo. Inscreva-se no canal do Tecla SAP no YouTube. Se preferir receber as dicas de inglês via Twitter / Periscope, siga @teclasap. A gente se fala nas redes sociais.

Referência

Como se diz chulé em inglês?, de Ron Martinez – Editora Campus/Elsevier, 2007. Leia a resenha para obter mais informações sobre a obra. Adquira seu exemplar com total conforto e segurança absoluta no site da Disal Distribuidora, a maior empresa do ramo no Brasil.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

13 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ulisses Wehby de Carvalho

Gabriel, tudo bem?

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Abraços

Tiago Diniz
Tiago Diniz
5 anos atrás

Sempre dicas sensacionais. Abraço, parabéns e obrigado.

Ulisses Wehby de Carvalho
Reply to  Tiago Diniz

Tiago, tudo bem?

Obrigado pelo interesse no Tecla SAP e pelas palavras gentis. Agradeço em nome de toda a equipe de colaboradores.

Abraços

Ulisses Wehby de Carvalho

Nicole, como vai?

Obrigado pelo comentário gentil. É bom saber que o conteúdo está sendo bem aproveitado. Volte mais vezes e comente sempre que puder.

Abraços

Mari Di Melo
Mari Di Melo
6 anos atrás

Concordo, Mariza!!! E só aprendendo nosso próprio idioma podemos dominar outro. Adorei a curiosidade; )

Leonardo Lima
Leonardo Lima
6 anos atrás

Grande Ulisses e cia.! Sou seu fã desde sua ida ao Jô Soares!
Parabéns pela equipe e pelo excelente site.

Ulisses Wehby de Carvalho
Reply to  Leonardo Lima

Leonardo, tudo bem?

Obrigado pela mensagem simpática. Volte mais vezes!

Abraços

Ulisses Wehby de Carvalho

Mariza, como vai?

Obrigado pelo comentário gentil. A meu ver, não há mesmo como separar totalmente as duas coisas. O conhecimento em um dos dois idiomas acaba muitas vezes ajudando a entender alguma outra coisa no outro.

Abraços

Edna Carvalho
Edna Carvalho
6 anos atrás

I really didn’t that.Nice

Erika Sá
6 anos atrás

Terrific!

Isa de Oliveira
Isa de Oliveira
6 anos atrás

Ulisses alimentando minha paixão por idiomas… <3

Ulisses Wehby de Carvalho

Isa, tudo bem?

Obrigado pelo comentário simpático, mas não tenho nada com isso! 😉 O texto é do Ron Martinez.

Abraços

Gilmar Batista
Gilmar Batista
6 anos atrás

Gostei