Como se diz “bomba caseira” em inglês?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Ulisses Wehby de Carvalho

Assistindo à cobertura da CNN do atentado à bomba em Boston nesta segunda-feira, ouvi um especialista em assuntos militares usar a sigla IED diversas vezes, mas eu não a identifiquei de pronto. No entanto, a jornalista que conduzia a entrevista a repetiu por extenso logo em seguida. Ela disse Improvised Explosive Device para facilitar a vida de telespectadores que, como eu, não estão muito habituados a tratar de questões relacionadas à segurança nacional.

Na mesma hora, pensei em “bomba caseira” como uma tradução possível. Existe também a expressão homemade bomb, que tem o mesmo significado. Tenho a impressão, porém, de que IED confere ao artefato explosivo um caráter um pouco mais profissional. Deixo, como de costume, a seção de comentários aberta para a contribuição dos leitores do blog, de profissionais da tradução e, quem sabe, até de especialistas no assunto. Participe!

Resolvi contar essa história aqui no Tecla SAP para provar que até mesmo um veterano no estudo da língua inglesa como eu sempre tem alguma coisa a aprender.

Cf. Falsas Gêmeas: BOMB x PUMP
Cf. Pagando Mico: Bomba de chocolate
Cf. 9/11: Onde você estava?
Cf. Como eu digo “bombar” em inglês?

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

9 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ricardo Roberto
8 anos atrás

Parabéns wehby… Sempre trazendo assuntos atuais! Acho incrível a Língua Inglesa devido a esses termos novos que de vez em quando surgem diante de nós.

Thiago Diniz
8 anos atrás

Assistindo ao Anderson Cooper 360 na CNN, os ouvi se referindo ao tipo de bomba com panela de pressão usando além da sigla IED, o termo “crude bomb”.

Djan
Djan
8 anos atrás

IED é um termo do jargão militar cujas origens remontam as operações militares de guerra irregular no Afeganistão e no Iraque, onde há o enfrentamento entre uma força convencional e uma não-convencional, como organizações terroristas, sendo que estas últimas não utilizam artefatos bélicos usuais na grande maioria de suas ações, apelando para soluções do tipo DIY, como bombas caseiras, coquetéis Molotov, etc.

Samuel
Samuel
8 anos atrás

Olá, Ulisses!
Interessante! eu acho que sua explicação está correta. Assistir ao filme “Guerra ao Terror” e era recorrente o uso da sigla IED e , aparentemente, ela está relacionada a um tipo de artefato caseira detonado à distancia por rádio ou telefone.

jaime silva
8 anos atrás

Louvável e admirável, um verdadeiro professor desse quilate, reconhecer que ainda tem alguma coisa a aprender. Sou seu admirador, desde que assisti sua entrevista no programa do Jô Soares. Parabéns, grande Mestre!! É de pessoas assim que o Brasil precisa, para crescer de verdade!!

Cris Silva
8 anos atrás

Coincidência, fiquei pensando na tradução também. E vi que a mídia brasileira (O Globo e A Folha) já usam DEI (dispositivos explosivos improvisados). http://www1.folha.uol.com.br/mundo/1161903-serie-de-ataques-mata-ao-menos-30-em-cinco-cidades-do-iraque.shtml e http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL1383963-5602,00-AUMENTO+GLOBAL+DO+USO+DE+BOMBAS+CASEIRAS+PREOCUPA+OS+EUA.html

Clinton
8 anos atrás

Hello, teacher!

On the link below you can accesss a lot of informations about this kind of explosive.
http://en.wikipedia.org/wiki/Improvised_explosive_device

It’s Wikipedia, I know, but after all it’s a good source.

Jean Jacques
Jean Jacques
8 anos atrás

Hi boss!
Já tinha escutado pelo nome completo, nunca pela sigla! That’s a first.
Fui conferir as matérias sobre o incidente em Boston e achei uma boa incidência das duas formas. Cool!
As they always say: Live and Learn!
Cheerio, JJ out!