GENITIVE CASE: o uso do apóstrofo para indicar posse

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Michael Jacobs

GENITIVE CASE

Perto da minha casa tem um bar chamado Doctors’. Creio que você já tenha noção sobre o uso do apóstrofo para indicar posse, ou seja, o genitive case, também chamado de “possessivo”. Nesse caso, como ele vem depois do “s”, significa que o substantivo está no plural e o bar é dos médicos. Se fosse doctor’s, o bar seria do médico (de um médico) e não de toda a categoria profissional.

Agora lembre-se da frase, muito comum, I am going to the doctor’s (Eu vou ao médico). Ela é uma abreviatura, pois a frase completa seria: I am going to the doctor’s office.

genitive case

Omitimos o lugar, mantendo apenas a indicação de posse com o apóstrofo. O mesmo acontece com estate agent’s (escritório imobiliário), ou seja, escritório do agente imobiliário. E ainda She is staying at her mother’s (Ela está hospedada na casa de sua mãe).

No inglês, a palavra casa (house) está omitida, mas subentendida; por isso permanece o apóstrofo.

Outros casos são: the butcher’s (a casa de carnes); the newsagent’s (o jornaleiro) etc.

Já que estamos analisando nomes de estabelecimentos, vamos falar de uma rede de restaurantes que serve frango frito chamada Fry-Chicken. Dois erros: primeiro, as duas palavras não precisam estar separadas por hífen; segundo, fry (to fry) é um verbo (fritar). A expressão Fry Chicken, portanto, é uma ordem para o frango se fritar sozinho. Frango frito, que é o que eles pretendem vender para você, se escreve fried chicken.

Cf. Ortografia: Seventies x 70s

Cf. Troca a placa! Apóstrofo em siglas

Cf. PEOPLE’S CHOICE, PEOPLES CHOICE ou PEOPLE CHOICE: qual é o certo?

Cf. Sabotagem: não deixe que ela prejudique seu aprendizado de inglês

Speak up! We’re listening…

Você gostou das dicas sobre o “GENITIVE CASE”? Nós do Tecla SAP gostaríamos de saber se as informações foram úteis para o seu aprendizado ou se você já sabia empregar corretamente o “GENITIVE CASE”, também chamado de “possessivo”. Escreva, por gentileza, um comentário no rodapé da página. Muito obrigado pelo interesse.

Referência: “Como Não Aprender Inglês – Edição Definitiva” de Michael Jacobs – Editora Campus/Elsevier, 2002. Leia a resenha para obter mais informações sobre o livro. Adquira seu exemplar com conforto e total segurança no site da Disal Distribuidora.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

5 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] O Dia Internacional da Mulher é celebrado em 8 de março. A tradução literal do nome da data em inglês é “Dia Internacional das Mulheres”. Mais sobre essa curiosidade em “Dia da mulher: como dizer “Dia Internacional da Mulher” em inglês?” e “GENITIVE CASE: o uso do apóstrofo para indicar posse“. […]

Ulisses Wehby de Carvalho
Ulisses Wehby de Carvalho
6 anos atrás

Davi, tudo bem?

Não existe regra definitiva sobre esse assunto. Não há nem mesmo concordância entre o inglês britânico e o americano. No primeiro, há menos flexibilidade para usarmos o “genitive case” com seres inanimados; no segundo, vemos com mais frequência o uso do apóstrofo para indicar posse após nomes de empresas.

O que existe mesmo é a regra de uso, ou seja, algumas expressões acabam ficando consagradas pelo uso, como “today’s world”. Prometo falar mais do assunto em um post.

Se ficar mais alguma dúvida, por favor, envie sua pergunta no Fórum Tecla SAP em http://www.teclasap.com.br/forum . Obrigado!

Abraços

DAVI RODRIGUES
DAVI RODRIGUES
6 anos atrás

Ok, Ulisses! Muito obrigado pelo comentário, sou grande admirador do seu trabalho!

Sergio Rodrigues
Sergio Rodrigues
7 anos atrás

O uso de apostrofo para designar posse e fácil de entender. Difícil mesmo para mim – o que não foi explicado nesse post – e entender o uso em construções like in today’s lesson…..Afinal não há nenhum sentido de posse nesse caso.

Dennys Vinícius
Dennys Vinícius
7 anos atrás

Ulisses, senti falta da explicação do apóstrofo após nomes de empresas, entidades, instituições…