Pagando Mico: WHO’S THIS?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

WHO’S THIS?

Estive no Canadá para visitar meu irmão mais velho que já estava lá havia 3 meses. Logo que desci do avião, liguei para a casa em que meu irmão estava morando. Com meu pobre inglês de 2º grau falei:

– HELLO, I WOULD LIKE TO TALK WITH LEANDRO, PLEASE. (Alô, eu gostaria de falar com o Leandro, por favor.)

– WHO’S THIS? (Quem fala?)

O problema é que eu entendi, “LUIZ?” e disse:

– NO, LUIZ NO… I NEED TO TALK WITH LEANDRO. (Não, o Luiz não. Preciso falar com o Leandro.)

– WHO’S THIS? (Quem fala?)

Eu de novo entendi “Luiz” e disse:

– HERE IS FERNANDO TALKING, NOT LUIZ… I’M LEANDRO’S BROTHER FROM BRAZIL! (Quem fala é o Fernando, não o Luiz… Sou irmão do Leandro do Brasil!)

Quando meu irmão atendeu e eu disse que ela estava pensando que era um tal de Luiz quem falava, meu irmão riu até o dia da minha volta para o Brasil.

Cf. Textos Mastigados

Referência: “Aprenda inglês com humor – Micos que você não pode pagar”, de Ulisses Wehby de Carvalho, ©Tecla SAP, 2012. Leia a resenha.

Quem é que nunca deu uma bola fora ao falar inglês? Os relatos de situações constrangedoras vividas por quem ainda não possui domínio da língua inglesa têm o objetivo de divertir, ensinar e evitar que mais gente caia nas mesmas armadilhas. Se você conhece um caso parecido, envie sua contribuição para [email protected]. Nomes e e-mails não são divulgados nesta seção.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Isaac Walenque
Isaac Walenque
8 anos atrás

Fora do contexto, quando vi “mico: who’s this”, imaginei que alguém tivesse confundido com “whose this”…

Bom, não sei porque nem sei se alguém poderia usar essa frase informalmente assim, mas acho que EU talvez fizesse essa confusão.

Simeone Campelo
Simeone Campelo
10 anos atrás

Numa visita a NYC, no segundo andar do ônibus Sightseeing, uma senhora se levantou ao passarmos por um sinal de trânsito, aproximando perigosamente a cabeça das luzes. Como um bom turista, tentei alertá-la e gritei “Take Care!” no lugar do “Watch Out!”. Erro comum de brasileiro … mico!