Troca a placa! Bory

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Ulisses Wehby de Carvalho

A imagem de hoje da campanha “Troca a placa!” vem de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Ela nos foi enviada pela Daniela Tib, que também nos manda o seguinte texto:

Tirei a foto em um shopping de Campo Grande. Quando avisei que a palavra estava errada, a vendedora me disse que anteriormente haviam escrito “BODY”, mas que uma cliente disse: “Imagine, está errado! É com ‘R’ no lugar do ‘D'”. Então a dona da loja resolveu trocar.

A grafia em inglês dessa peça do vestuário feminino é “BODY SUIT” ou “BODYSUIT”. Peço ajuda às leitoras do Tecla SAP que moram em países de língua inglesa para confirmar, mas tenho a impressão de que a redução “BODY” não é usada. Suponho que em “BODY” aconteça o mesmo fenômeno que se dá em “shopping”. Obrigado.

Cf. Como se diz “shopping” em inglês?

Você já sabe que não é preciso enviar foto para participar! Compartilhe as imagens da campanha com seus amigos na rede social de sua preferência. Os turistas estrangeiros agradecem. Obrigado.

Clique na categoria Troca a placa! para ver as outras fotos publicadas anteriormente.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

9 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Débora Pamplona
Débora Pamplona
10 anos atrás

Isso me faz lembrar quando um aluno meu que treinou bastante a pronúncia padrão americana de ‘home theater’. Só que quando ele quando foi comprar um home theather em uma loja, o vendedor não entendeu depois de várias repetições. Então, o meu aluno falou ‘home teacher’ com a pronúncia bem abrasileirada. Aí o vendedor entendeu!!

Joao Fylho
10 anos atrás

Eu sofro com esse “home theater”, sempre que vou falar tenho que tentar lembrar como se fala isto aqui no Brasil, pois se pronunciar como os americanos, ninguém entende nada.

junior valler
junior valler
10 anos atrás

Como diz o ditado: O cliente sempre tem razão, a gramática (seja lá em que língua for) não. Essa foi a tática da loja 🙂

Emilio Pacheco
10 anos atrás

Já comentei no meu blog há muito tempo sobre esse fenômeno de usarmos apenas a primeira palavra de uma expressão em inglês e com isso privilegiarmos o adjetivo ou “modifier” em detrimento do substantivo, que deveria ser o mais importante. Isso porque encurtamos a expressão “à moda brasileira”, já que em português o substantivo vem primeiro:

http://emiliopacheco.blogspot.com/2005/06/inverso-de-valores.html

Adriano Acioli
10 anos atrás

De fato muitas vezes escutamos algo como um “bory” vindo de um nativo (pelo menos americano)… mas daí a encrencar com a lojista e afirmar com *convicção* que a grafia está errada… consultar o Google não dói e não paga nada. 🙂