Quem não chora não mama! Qual é o equivalente em inglês?

Tempo de leitura: 2 minutos

Quem não chora não mama! by Adauri Brezolin, Alzira Leite Vieira Allegro e Rosalind Mobaid

QUEM NÃO CHORA NÃO MAMA!

quem não chora não mama

THE SQUEAKY WHEEL GETS THE GREASE!
[Quem não chora não mama!]


Vocabulário

Assista aos vídeos da playlist Vocabulário do canal Tecla SAP com Ulisses Carvalho no YouTube! Você já deve saber que é preciso esforço diário para você conseguir aumentar seu vocabulário de inglês. Ter um vocabulário rico e variado na língua inglesa é fundamental para você se comunicar com muito mais confiança em inglês!

Clique aqui e confirme para se inscrever gratuitamente no canal Tecla SAP com Ulisses Carvalho no YouTube. Enriqueça seu vocabulário de inglês, aperfeiçoe sua pronúncia e amplie seus conhecimentos gerais. Bons estudos!


Cf. Chupeta: de que maneiras podemos dizer “chupeta” em inglês?

Cf. FORMULA: conheça significado, pronúncia e tradução de FORMULA!

Cf. Colo: como dizer “colo” e “criança de colo” em inglês?

Speak up! We’re listening…

Nós do Tecla SAP queremos muito saber se você já conhecia o equivalente em inglês do ditado “Quem não chora não mama”. Participe enviando sua opinião na seção de comentários, no rodapé desta página. Muito obrigado!

Pela educação

Compartilhe este post sobre o equivalente em inglês do ditado “Quem não chora não mama” com os amigos que estão estudando inglês e/ou precisam se comunicar em inglês no trabalho. Você pode compartilhar o post na rede social de sua preferência ou, é claro, nos grupos do Facebook e WhatsApp. Muito obrigado por também disseminar conteúdo educacional para quem precisa. O Tecla SAP e a educação agradecem.

YouTube, Twitter e LinkedIn

Vamos continuar nas redes sociais a conversa sobre a expressão “Quem não chora não mama”? Escolha uma das opções para não deixar seu inglês enferrujar:

  • Inscreva-se no canal do Tecla SAP no YouTube.
  • Siga @teclasap no Twitter.
  • Você pode seguir meu perfil no LinkedIn. Estou sempre publicando dicas por lá também. Atingi o limite de 30 mil conexões e não consigo, infelizmente, aceitar novos convites.

Você já deve ter ouvido um milhão de vezes que é importantíssimo manter contato constante com o idioma estrangeiro, não é? Essa é, portanto, sua oportunidade de regularmente receber uma notificação para aprender e/ou rever conteúdo essencial para você aperfeiçoar seus conhecimentos de inglês. Estou te esperando para continuarmos nosso papo nas redes sociais. A gente se fala em breve…

Referência

Whatchamacallit? – Novo dicionário português-inglês de idiomatismos e coloquialismos, de Adauri Brezolin, Alzira Leite Vieira Allegro e Rosalind Mobaid, Disal Editora, 2006. Leia a resenha para obter mais informações sobre o livro.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

7 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jackson Cunha
Jackson Cunha
8 anos atrás

Pelo mesmo motivo de no português haver diferentes expressões idiomáticas com o mesmo significado, é importante também saber o sentido literal da expressão e tentar entender o contexto onde uma dada expressão nasceu.

Parabéns pelo texto.

NELFIRE_oficial (NELFIRE)
10 anos atrás

RT @teclasap: Expressões Idiomáticas: Quem não chora, não mama! http://tinyurl.com/ycq65km

Ulisses Wehby de Carvalho
Ulisses Wehby de Carvalho
13 anos atrás

Ana Célia,

Obrigado pela contribuição. Quando dava aulas de inglês, também não gostava de fornecer a tradução dos componentes isolados da expressão. Sabemos que o importante é ter a noção da unidade, ou seja, entender a expressão como um todo. Por esse motivo disse “a tradução literal pode ajudar algumas pessoas”. É claro que não se aplica a alunos níveis de proficiência diferentes, faixas etárias diferentes etc.

Abraços a todos

Ana celia
Ana celia
13 anos atrás

Na minha opinião, não é interssante conhecer a tradução literal da expressão. Sou professora, e como professora, pude perceber que o conhecimento da tradução literal atrapalha quando meus alunos estavam trabalhando tedução de texto. Trata-se de uma espressão e não de palavras, portanto o ideal é conhecer o significado da expressaõ como um todo.

Ana Célia
Professora Multiplicadora
SEDUC

Ulisses Wehby de Carvalho
Ulisses Wehby de Carvalho
13 anos atrás

Mauro,

Obrigado pelo comentário. Concordo com você que esse paralelo pode ajudar algumas pessoas na compreensão da “lógica” utilizada pelas duas culturas. Entretanto, não seria elegante de minha parte acrescentar observações aos textos extraídos de livros de colegas. Além disso, qualquer pessoa pode fazer uma tradução literal consultando um dicionário online. É só digitar “squeaky”, por exemplo, em http://www.onelook.com e conferir seu significado.

Abraços a todos

Mauro
Mauro
13 anos atrás

Ulisses, acho que seria interessante a tradução literal da expressão em inglês, para que pudessemos traçar um paralelo entre o mode de pensar da cultura americana e o nosso modo (luso-brasileiro) levando a duas expressões diferentes que levam ao mesmo sentido. Em alguns casos caberia mesmo um comentário seu ou dos seus colegas estrangeiros para elucidar qual o sentido da expressão.

Abraços
Mauro Lopes

Leonardo
Leonardo
8 anos atrás
Reply to  Mauro

Eu pesquisei e seria algo como “A roda que range é a que recebe a graxa”. Eu acho que é necessário sim entender o significado literal. Senão fica confuso associar no futuro.

Ótimo site, sempre!