TRAINSPOTTING: o significado e muito mais…

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Michael Jacobs

TRAINSPOTTING

Não sei se este artigo vai acrescentar algo, talvez uma questão cultural? Entender melhor os ingleses? Conhecer-me melhor? Sei lá, mas já que escrevi tanto sobre mim, acho que este capítulo da minha vida pode entrar também. Vou escrever um pouco sobre Trainspotting.

trainspotting

É claro que a maioria vai conhecer, se é que conhece mesmo, esta palavra pelo título de um filme inglês de 1996. Trainspotting é um hobby, um passatempo aparentemente sem muito sentido, realizado normalmente por rapazes e homens, que consiste em ver trens. Usa-se o verbo to spot que, neste sentido, é “ver”. Spotting trains = vendo trens, ou trainspotting.

Cf. Frases de filmes

  • I spotted a lovely train yesterday at Clapham Junction.
  • Eu vi um lindo trem ontem no entroncamento de Clapham.

Clapham pronuncia-se / clá-pâm/, um bairro perto do centro de Londres, é um entroncamento enorme aonde eu ia muito nas minhas férias para ver os trens.

Esse hobby vem completo com livros onde todos os trens em operação estão listados e o objetivo é vê-los. Uma vez visto (spotted), faz-se um risco no número que ele tem no livro e depois procura-se outros trens para ver. E assim vai… Alguns trens são difíceis de ver, e torna-se um desafio localizar certas locomotivas e composições.

E o que trainspotting tem a ver com o filme homônimo? Bem, o filme trata de alguns jovens bastante envolvidos com as drogas e o mundo das drogas. Não querem saber de outra coisa a não ser se drogarem. Como diz Irvine Welsh, o autor do livro no qual se baseou o filme: “Trainspotting é uma atividade fútil. Exatamente como é o uso de drogas.”

O filme se passa em Edinburgh, Escócia, cidade que em português chamamos de Edinburgo. Lembro-me de um grupo de amigos brasileiros que foram até lá numa excursão e não conseguiram entender muito bem quando o guia ficou se referindo a um lugar chamado /é-din-bá-râ/, até descobrirem, já em Edinburgh, que é esta mesmo a pronúncia do nome da cidade.

Cf. Qual é a diferença entre “SCOTCH”, “SCOTS” e “SCOTTISH”?

trainspotting

A propósito: embora em tenha gasto um tempão fazendo trainspotting, dos 10 anos até uns 12 anos, hoje acho difícil explicar a magia que o hobby exercia. Sem falar no cheiro de fumaça que me impregnava quando chegava em casa. Aliás, eu gostava do cheiro das marias-fumaças. Talvez fosse por isso. Pena que hoje estão em extinção.

E engana-se quem acha que esse tipo de trem em inglês chama-se Smoking Mary ou Smoky Mary. São steam trains, “trens a vapor”, apenas. Não tão pitoresco como no Brasil.

Cf. Falsos cognatos: ENGINEER

Cf. Choque cultural: por que não li este texto antes de viajar?

Cf. Como dizer “interior” em inglês? A História e a Geografia explicam…

Referência: “Como não Ensinar Inglês” de Michael Jacobs, Elsevier Editora, 2009. Leia a sinopse.