SLUT: qual é o significado e a tradução dessa gíria ofensiva?

Tempo de leitura: 2 minutos

Slut by Ulisses Wehby de Carvalho

SLUT

SLUT
[vadia, biscate, piranha, galinha]

slut

Slut é palavra cujo significado é ofensivo, pois faz referência ao comportamento sexual considerado promíscuo, em especial o das mulheres. Uma das traduções possíveis é, portanto, “vadia”.

  • That slut has slept with every man in town!
  • Aquela vadia já dormiu com todos os homens da cidade!

Marcha das Vadias

A palavra slutwalk foi traduzida por “Marcha das Vadias” no português falado no Brasil. Em Portugal, adotou-se “Marcha das Galdérias”. O protesto contido no movimento é contra a crença de que as mulheres vítimas de estupro teriam provocado a violência por conta de seu comportamento e/ou de suas roupas.

slut

O movimento teve início no Canadá, no início de 2011, após uma série de casos de abusos sexuais terem acontecido nas dependências da Universidade de Toronto. O policial Michael Sanguinetti afirmou que as mulheres não deveriam se vestir como vadias (sluts) para não se tornarem vítimas. O próprio policial e o chefe da polícia de Toronto se desculparam posteriormente pelo comentário infeliz.

O maior erro de pronúncia em inglês

Assista ao vídeo e conheça o principal erro de pronúncia em inglês e saiba como evitá-lo. A vogal de apoio é a marca registrada do sotaque brasileiro e o problema pode, sim, ser resolvido. Aperfeiçoe sua pronúncia em inglês com as dicas do Tecla SAP.

Curta e compartilhe o vídeo com os amigos. Clique aqui e confirme para se inscrever gratuitamente no canal do Tecla SAP no YouTube. Bons estudos!

Cf. QUEER: qual é o significado e a tradução dessa gíria?

Cf. Hush money e o vocabulário em inglês sobre a crise política

Cf. BE YOUR OWN WOMAN: qual é o significado da expressão?

Speak up! We’re listening…

Nós da equipe do Tecla SAP queremos muito saber se você gostou da dica sobre a gíria ofensiva slut. É muito importante sabermos se o conteúdo que você acabou de ler foi útil para você enriquecer seu vocabulário e ampliar seus conhecimentos da língua inglesa. Vai ser muito bom ler sua resposta na seção de comentários, no rodapé da página. Sua participação é muito bem-vinda porque um blog educacional precisa desse “oxigênio” de seus leitores. Muito obrigado pelo apoio.

YouTube, Twitter e LinkedIn

Vamos continuar nas redes sociais a conversa sobre a palavra slut? Escolha uma das opções para não deixar seu inglês enferrujar:

  • Inscreva-se no canal do Tecla SAP no YouTube.
  • Siga @teclasap no Twitter.
  • Você pode também seguir meu perfil no LinkedIn. Estou sempre publicando dicas por lá também. Atingi o limite de 30 mil conexões e não consigo, infelizmente, aceitar novos convites.

Agora você só não mantém contato com a língua inglesa se não quiser! A conversa pode ser sobre a gíria ofensiva slut ou sobre qualquer outro assunto de sua preferência. A gente se fala muito em breve…

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

5 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Barbara Pollacsek
Barbara Pollacsek
8 anos atrás

… says the guy without a last name and a questionable point of view.

Alan "without a last name"
Alan "without a last name"
8 anos atrás

Listen to Edwin Starr’s song “War” and Queen’s unforgettable success “Under Pressure” and make love baby, just love!

Barbara Pollacsek
Barbara Pollacsek
8 anos atrás

So a “sexually free woman” is a SLUT? Does this guy really mean it? Because if he does mean it, I understand that the definition for a DECENT woman (whatever that might be) is a SLAVE. And that doesn’t give me much of a choice, does it? I’m sad, and I’m sadder still that someone actually shares that kind of bias. 21st century men, you call yourselves. What do you say, Ulysses?

Alan
Alan
8 anos atrás

Don’t take meanings so seriously or in a narrow-minded way, Barbara! Life looks better when you do.

Thaís Ribeiro
Admin
8 anos atrás

Oi Barbara, tudo bem?

Entendo perfeitamente seu ponto de vista e, de fato, a ideologia que está por trás de conceitos pejorativos à mulher é e sempre foi carregada de ideais sexistas, social e culturalmente construídos. Também acho inaceitável a postura de perpetuar, em pleno século XXI, preconceitos dessa espécie.
No entanto, é importante que se note que, com “sexually free woman”, se procurou evitar uma conotação negativa para o termo “SLUT”, justamente com o objetivo de mostrar que aquilo que no senso comum se entende como “biscate” nada mais é do que a mulher que é livre e dona de suas escolhas em termos sexuais (e a própria ilustração do post, com um certo toque de ironia, reforça essa ideia: a mulher que se costuma rotular como “SLUT” nada mais é do que alguém que assume uma postura sexual que sempre foi permitida aos homens: agir de forma sexualmente livre).
De qualquer forma, acredito que discussões como esta são sempre bem-vindas e necessárias, e podem ajudar a alimentar o debate e a consciência social em torno deste tema.

Abraços!