CORONER x COLONEL: como se diz “coronel” em inglês?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Ulisses Wehby de Carvalho

CORONER x COLONEL

coroner x colonelNão se deixe confundir pela grande semelhança que existe entre “CORONER” e “COLONEL”. À primeira vista, o aluno incauto usaria a primeira para dizer “coronel” em inglês. Nada disso! “Coronel” é “COLONEL” e, por mais incrível que pareça, a pronúncia é /KÊR [email protected]/, forma idêntica à de “KERNEL” (semente, grão de cereal). É isso mesmo: com som de “R”! Leia os exemplos em voz alta e capriche na pronúncia para não se esquecer da forma correta de pronunciar esses substantivos.

O termo “CORONER” /KÓ [email protected] [email protected]/ (pronúncia semelhante à de “CORNER”), por sua vez, vem de “corona”, que significa “coroa” em latim. O “CORONER”, função que existe desde o século XII, tinha a responsabilidade de cuidar das questões legais sobre as quais a coroa tinha jurisdição. Com o passar dos anos, suas atribuições foram reduzidas. Hoje em dia, sua função principal é a investigação de mortes suspeitas. Como esta é uma função sem equivalente em português, você pode, dependendo do contexto, traduzir “CORONER” por “médico-legista”. Por sinal, o “CORONER” vem sendo gradualmente substituído pelo “MEDICAL EXAMINER” (médico-legista).

Cf. Como se diz “cabo” em inglês?

  • There is a difference between revenge and justice, the colonel said. (Chicago Tribune)
  • Há diferença entre vingança e justiça, segundo o coronel.
  • At the hearing, Blake’s lawyer challenged a coroner’s work on the autopsy. (USA Today)
  • Durante depoimento, o advogado de Blake questionou o trabalho de um médico-legista na autópsia.

Cf. Como traduzir “OFFICIAL” para português?
Cf. Armadilhas de tradução: MARSHAL
Cf. As palavras em inglês que você não precisa aprender

Gostou da dica? Já conhecia a diferença entre CORONER x COLONEL ou não? Envie a resposta nos comentários abaixo. Se gostou do que leu, não deixe de clicar no ícone da rede social de sua preferência. Adicione meu perfil no Google+ aos seus círculos e receba conteúdo exclusivo.

Referência: “Guia Tecla SAP: Falsas gêmeas” de Ulisses Wehby de Carvalho, ©Tecla SAP, 2014. Leia a resenha.