Acabar em pizza: como se diz “acabar em pizza” em inglês?

Tempo de leitura: 5 minutos

Ron Martinez

Acabar em pizza

Como se diz “acabar em pizza” em inglês?

acabar em pizza

Nos anos 50 na Rádio Gazeta AM, em São Paulo, entre 11h30 e 13h30, era transmitido o programa esportivo Disparada no Esporte, um programa de debates e atualidades do futebol, comandado pelo jornalista e comentarista Milton Peruzzi (entre vários outros jornalistas de ascendência italiana). Peruzzi era fanático pelo Palmeiras, cujo nome original era Societá Sportiva Palestra Itália. Ele contava com bons informantes que tinham acesso ao clube e sempre se mantinha informado sobre os bastidores das reuniões do Conselho de Orientação e Fiscalização (COF) – freqüentemente interrompidas por brigas e discussões. Apesar das peleias, os encontros acabavam quase sempre num restaurante italiano próximo ao Parque Antarctica, onde se chegava às pazes e ao consenso. O prato? Pizza, é claro. Peruzzi levava aquelas fofocas para seu programa de rádio e relatava como tudo, de novo, havia “acabado em pizza”.

Cf. Micos em inglês: Dá um pedaço?

A expressão disseminou-se por São Paulo ao longo dos anos seguintes, com a ajuda da imprensa e jornalistas esportivos, como Boris Casoy, que começou sua carreira como radialista esportivo em 1965, e que é Palmeirense. Até então, a expressão se limitava basicamente à região de São Paulo. Outros lugares do Brasil tinham frases populares parecidas, mas não iguais. No Rio de Janeiro, por exemplo, existia a expressão “acabar em samba” – conflito ou problema que termina sem resolução. Mas a expansão da expressão paulista começou anos depois, no dia 31 de julho de 1992, durante a crise do ex-presidente Fernando Collor, quando uma secretária paulistana chamada Sandra Fernandes de Oliveira depôs na CPI do PC Farias, e falou ao microfone: “Se isso realmente acabar em pizza como querem alguns, acho que é o fim do país.” A frase foi repetida e republicada pelo Brasil todo, até em charges. Como a expressão possui um significado especial, foi até substituindo a expressão carioca “acabar em samba”. Acabar em pizza vai além: é acabar em samba (em “nada”), mas, além disso, ao fim e ao cabo, todos os culpados e não culpados confraternizarão – como se fosse um almoço do Palmeiras, com risadas e garrafas de vinho e, é claro, muita pizza. Pela história única da expressão, e a cultura ítalo-brasileira que deu origem a ela, realmente não existe nada igual em inglês. A ideia que as pazes podem ser feitas ao redor de uma pizza (e comida e bebida em geral) é algo inerente à cultura italiana e também à brasileira. A cultura brasileira preza a amizade e a manutenção de bons relacionamentos. Briga-se, roda-se a baiana, lançam-se ameaças, mas são explosões que aliviam as tensões. Depois, vem a pizza.

Acabar em pizza nos países de língua inglesa

Já as culturas anglo-saxônias são um pouco diferentes. Não se discute tanto e as tensões se acumulam paulatinamente. As reclamações e insatisfações não se expressam tanto. Quando há discordância, acredita-se, nas culturas de quem fala inglês, que há que se chegar a uma solução, porém por rumos mais formais: contratos, acordos, cartas etc. A ideia de poder solucionar grandes problemas com “pizza” é alheia à cultura dos americanos e britânicos. Para os anglo-falantes, como os neozelandeses, por exemplo, que vêm de um dos países menos corruptos do mundo, pensar que em vez de punição, tudo vai terminar – não somente sem solução nem castigo –, em camaradagem e “tudo bem, quem quer pizza?”, é algo incompreensível. Qualquer tentativa de tradução não fará jus a este significado especial em português:

  • acabar em pizza
  • nothing (will) come of it (+/-)
  • Nem vou acompanhar às notícias sobre a CPI. Tudo vai acabar em pizza mesmo.
  • I’m not even going to follow the news about the congressional inquiry. Nothing will come of it anyway.

Essa “tradução” não é fiel à expressão brasileira, pois “acabar em pizza” significa, somente, “dar em nada”. Faltam os elementos de “impunidade” e “confraternização”. Linguisticamente falando, a expressão é ainda mais interessante pela forma em que evoluiu ao longo dos anos, pois, quando colocada no contexto de corrupção, só a palavra pizza basta para entender do que se está falando. Dizer, em referência a algum escândalo, por exemplo, “foi pizza de novo”, se entende no Brasil todo. É mais uma palavra especial em português:

  • pizza
  • (?)

O falecido Milton Peruzzi não podia ter imaginado o tamanho da contribuição à língua que havia criado nem o quanto seria repetida a expressão “acabar em pizza”, mais de meio século depois.

Cf. Armadilhas de tradução: CORRUPTION

Cf. Expressões idiomáticas: GET AWAY WITH

Cf. Expressões Idiomáticas: SCOT FREE

Cf. COPS: por que os “policiais” são chamados assim em inglês?

Speak up! We’re listening…

A equipe do Tecla SAP quer muito saber o que você achou da dica sobre como dizer a expressão “acabar em pizza” em inglês. O texto serviu para você ampliar seu vocabulário e seus conhecimentos da língua inglesa? Envie, por favor, sua resposta na seção de comentários, no rodapé da página. Muito obrigado pelo interesse.

Referência

Como se diz chulé em inglês?, de Ron Martinez – Editora Campus/Elsevier, 2007. Leia a resenha para obter mais informações sobre a obra. Adquira seu exemplar com conforto total e segurança absoluta no site da Disal Distribuidora.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

11 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] Cf. Como se diz “acabar em pizza” em inglês? […]

trackback

[…] e eles irão todos juntos celebrar comendo pizza e rindo da população brasileira. Dê uma olhada aqui para saber a história dessa […]

trackback

[…] Cf. Como se diz “acabar em pizza” em inglês? […]

Maria Eugênia Farré
10 anos atrás

Oi Ulisses

Passei por aqui para te dar um beijinho, faz tempo que não te encontro. Ai como eu queria que tivesse um Teclasap em alemão para eu dar um gás no meu aprendizado!

Ulisses Wehby de Carvalho
Ulisses Wehby de Carvalho
13 anos atrás

MUTUMUTUM,

Obrigado pelo comentário. Ainda bem que você já colocou o Tecla SAP nos seus favoritos. Espero que você possa aprender bastante coisa por aqui.

Abraços a todos

Ulisses Wehby de Carvalho
Ulisses Wehby de Carvalho
13 anos atrás

Luiz Antonio,

Tudo bem? Obrigado pela referência no seu blog e também por ter incluído o Tecla SAP nos seus feeds.

Abraços a todos

Luiz Antonio
Luiz Antonio
13 anos atrás

Olá Ulisses. Mantenho o seu blog nos meus feeds para sempre aprender mais sobre inglês.

Fiz um link para este post no meu blog, caso as pessoas queiram saber mais a história da pizza.

A finalidade do link é puramente a história do acabar em pizza, e não tem relação com a questão de como essa frase fica em outras línguas, a tradução delas.

Ok? Um grande abraço.

PS: Caso queira ver o post, ele está aqui:
http://www.ttwiter.com/blog/2007/11/24/monica-veloso-quem-e-essa/

MUTUMUTUM
MUTUMUTUM
13 anos atrás

Que legal; até fazia idéia de que a frase “acabar em pizza” tivesse alguma coisa a ver com festas, sem qq solução do problema… mas nunca tinha lido nada a respeito de que tivesse alguma coisa a ver com um time de futebol… com o Palmeiras, ainda por cima.

Realmente, nenhuma única frase de efeito é criada sem um contexto histórico por trás…

Adorei esse post… e esse blog, tbm o/ Já apareci por aqui há alguns séculos; ainda bem que reencontrei e marquei o endereço pra não me esquecer mais 🙂

Abraços o/

Ulisses Wehby de Carvalho
Ulisses Wehby de Carvalho
13 anos atrás

Eurico,

Blz? Obrigado pela participação. Pode comprar o livro porque ele é excelente. Tenho um exemplar aqui em casa e o recomendo para todo mundo. Aliás, tudo o que o Ron faz é de primeira.

Abraços a todos

eurico
eurico
13 anos atrás

Excelente! Eu já havia pensado em comprar o livro “Como se diz chulé em inglês?”, mas depois de ler esse excerto, vou comprar imediatamente. Quero saber como se diz, entre tantas outras expressões e palavras, “chulé” que até há algum tempo eu pensava ser oriundo do próprio inglês “shoeless”. Essa internet! Amplexo.