Colo: como dizer “colo” e “criança de colo” em inglês?

Tempo de leitura: 8 minutos

Colo by Ron Martinez

Colo

O Brasil é um dos poucos países que conheço que têm leis tão difundidas sobre atendimento preferencial como a Lei Municipal (nº. 11.248, de 1º de outubro de 1992) de São Paulo:

Art. 1º – Todos os estabelecimentos comerciais, de serviço e similares do Município de São Paulo darão atendimento preferencial e prioritário a gestantes, mães com crianças de colo, idosos e pessoas partadoras de deficiências.

colo

Nos Estados Unidos, por exemplo, também existem leis municipais sobre cuidados especiais a deficientes físicos – como a abertura remota de portas que dão acesso a edifícios públicos, maçanetas adequadas para pessoas com dificuldade de manuseio e vagas de estacionamento especiais -, mas, em termos de preferência no atendimento, as leis são mais escassas.

Criança de colo

Portanto, quando vim morar no Brasil, as placas deixadas à mostra ao público em lugares como bancos, ônibus e supermercados anunciando essa preferência me chamavam a atenção – e um termo em especial atiçou minha curiosidade. Mesmo com meu português ainda limitado, eu entendia palavras como idosos, gestantes e deficientes, e até a palavra criança. Mas a frase “criança de colo” me pegou. Fui procurá-la no dicionário e descobri que “colo” era “pescoço”. Todavia, isso não me ajudou muito. Tive que perguntar a uma amiga, que me explicou que mulher com criança no colo era uma mãe com filho pequeno que ainda precisava ser carregado. Aí entendi. Contudo, não me veio à cabeça o equivalente dessa expressão em inglês, e ainda não o sei. A palavra mais parecida é infant:

  • criança de colo
  • (carrying) an infant
  • Mulheres com crianças de colo têm direito à preferência no atendimento.
  • Women carrying infants have the right to expedited customer service.

(Não entraremos no mérito da questão do machismo da frase “mulheres com crianças”, em vez de “pais com crianças”!)

O problema com infant é que não deixa claro, como é o caso de “criança de colo”, que a preferência só é válida quando a criança precisa ser levada no colo, logo, a especificação “carrying infants” (“carregando crianças pequenas”) é necessária. O que me leva à pergunta: O que é  onde é, exatamente, o colo?

Na anatomia externa das pessoas, existem dois colos: um feito com as pernas (“regaço”, lap em inglês) e outro no pescoço. Mas, “pescoço” e “colo” não são iguais, linguisticamente falando. Pode-se falar, por exemplo, “estou com dor no pescoço”, mas é raro dizer “estou com dor no colo”. Arriscam-se pescoços; colos, não. Uma mulher que anda com criança no colo não a apoia com o pescoço, mas, sim, normalmente usando uma combinação do peito, ombro e pescoço.

Parece que, no que se refere a crianças, esse conjunto geral – peito, pescoço e parte do ombro – vagamente compõe o que é “o colo” de uma mãe. Nenhuma noção igual existe em inglês e, por ter conotações maternais, esse colo também traz consigo a ideia de carinho de mãe, de afeto e proteção, como mostra a letra da música Pais e Filhos, de Renato Russo (Legião Urbana):

Dorme agora:
É só o vento lá fora.

Quero colo
Vou fugir de casa
Posso dormir aqui com vocês?

colo

É como se ele fosse uma criança com necessidade de apoio emocional. De novo, não há nada parecido em inglês.

Bosom

Existe um termo muito antigo que significava “peito”, bosom, que também era usado em referência à proteção e amor. No Evangelho, por exemplo, São João descreve a cena da última ceia com Jesus assim:

There was reclining on Jesus’ bosom one of His disciples, whom Jesus loved. (João 13:23)

Ou seja, João estava, basicamente, no colo de Jesus (o apóstolo estava falando dele mesmo no versículo). Estar no bosom de alguém, muito antigamente, significava ser protegido e amado por aquela pessoa. Outro exemplo é o termo Seio de Abrão que, em inglês, é Abraham’s Bosom. No inglês moderno, bosom só sobrevive como componente de uma expressão: bosom friendsBosom friends (também bosom buddies) é a mesma expressão que existe em português, “amigos do peito”. O primeiro sucesso do ator Tom Hanks nos Estados Unidos, a propósito, era um seriado transmitido entre 1980 e 1982 chamado Bosom Buddies. Na trama, ele e o melhor amigo conseguem se mudar para uma residência de flats só para mulheres porque era mais barato, vestindo-se de mulheres. O título da série, então, tinha duplo sentido.

Embora bosom carregasse a conotação de carinho num passado remoto, mesmo assim não tinha o mesmo valor de “colo” em português. Existem um termo em inglês que chega a ser similar:

  • colo (carinho)
  • tender loving care (TLC)
  • Estou longe da minha família e preciso de colo.
  • I’m away from my family and I need some TLC.

TLC

Contudo, care, na verdade, é “cuidado”. Por isso, TLC é mais usado no sentido de tomar conta de uma pessoa, ou cuidar bem dela, e não necessariamente de carinho. Por exemplo, TLC era o nome de uma comédia da BBC que era ambientada em um hospital, e existem inumeráveis ONGs e sites com o nome TLC, dedicados a assuntos do bem-estar e saúde das pessoas. Portanto, TLC não é a mesma coisa que colo.

Pedir colo

Quando uma pessoa “pede colo”, ela está querendo atenção e carinho, não necessariamente porque está doente ou triste, mas porque quer se sentir amada, protegida. Dar colo a uma pessoa pode consistir em simplesmente ouvi-la, bem como fazer um cafuné nela. Por isso existe a expressão “chorar no colo” de alguém:

  • chorar no colo
  • go crying to
  • O menino não gostou da brincadeira do pai, e foi chorar no colo da mãe.
  • The boy didn’t like his father horseplay, so he went crying to his mother.
colo

Chorar no colo

O mais importante é a origem da palavra, a daquela parte da mãe, que não tem nome em inglês – o sentido de andar no colo dela. O “colinho da mamãe” representava um lugar seguro, onde podíamos chorar ou dormir, aonde éramos levados uando não tínhamos mais forças para caminhar sozinhos. À vista disso, locuções como “trazer ao colo” e “querer colo” comportam significado especial, e não encontram equivalente exato em inglês.


Colo — Posts relacionados


Playlist Tradução

Assista aos vídeos da playlist Tradução no canal do Tecla SAP com Ulisses Carvalho no YouTube. Conheça as principais pegadinhas de tradução e não caia mais nessas armadilhas.

Clique aqui e confirme para se inscrever no canal Tecla SAP com Ulisses Carvalho no YouTube. É grátis! Enriqueça seu vocabulário de inglês, aperfeiçoe sua pronúncia e amplie seus conhecimentos gerais. Bons estudos!


Speak up! We’re listening…

O que você achou da dica de hoje do Prof. Ron Martinez sobre “colo”? Nós do Tecla SAP gostaríamos de saber se as informações foram úteis para você enriquecer seu vocabulário ou se você já sabia como dizer “colo” em inglês. Envie, por gentileza, comentário no rodapé da página. Muito obrigado pelo interesse!

YouTube, Twitter e LinkedIn

Por que não continuar nas redes sociais a conversa sobre como se diz “colo” em inglês? Escolha uma das opções a seguir para deixar seu inglês sempre em dia! Afinal de contas, não é possível prever quando você vai precisar daquela palavrinha ou expressão idiomática na hora de se comunicar em inglês. A prática constante é a única saída!

  • Inscreva-se no canal do Tecla SAP com Ulisses Carvalho no YouTube.
  • Siga @teclasap no Twitter.
  • Não consigo aceitar novos pedidos de amizade porque atingi o limite máximo de 30 mil conexões. Você pode, no entanto, seguir meu perfil no LinkedIn. Estou sempre publicando dicas por lá também.

Você já deve ter ouvido um monte de vezes que é fundamental manter contato com o idioma estrangeiro, não é? Essa é, portanto, sua oportunidade de receber notificações diárias para aprender e/ou rever conteúdo essencial para você aperfeiçoar seus conhecimentos de inglês. Estou te esperando para continuarmos nas redes sociais esse nosso papo sobre como dizer “colo” em inglês. A gente se fala em breve…

Referência

Como se diz chulé em inglês?, de Ron Martinez, Editora Campus/Elsevier. Leia a resenha para obter mais informações a respeito da obra.


5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

26 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
yuls
yuls
10 meses atrás

Cheguei aqui sem querer pois procurava a traducao da palavra colo, moro nos EUA ha 17 anos mas so agora com a primeira filha que percebi que nao tem uma boa traducao pra COLO. Todo mundo sempre fala que nao ha atraducao pra palavra saudade, o que acho facil de substitur em ingles,,,mas colo ainda nao achei.
Sobre a palavra infant, sempre usei pra bebes ate 1 ano, que nao sabem andar , normalmente um bebe aprende a andar por volta de um ano em media. Bom texto, Obrigada

trackback

[…] Example: Mulheres com crianças de colo têm direito à preferência no atendimento. Women carrying infants have the right to expedited customer service. That’s it for now! Não esqueça de curtir a nossa página do Facebook para ficar por dentro das novidades!  Fonte: http://www.teclasap.com.br […]

trackback

[…] Cf. Colo: como dizer “colo” e “criança de colo” em inglês? […]

Ulisses Wehby de Carvalho

Rafael, tudo bem?

Obrigado pelo feedback. O Ron Martinez mora no Brasil há muitos anos e fala e escrever em português muito bem.

No entanto, um obra publicada em português no Brasil passa por revisão ortográfica e gramatical realizada por profissionais, seja o autor brasileiro ou de qualquer outra nacionalidade.

O texto do post foi extraído de um dos livros do Ron.

Abraços

Ulisses Wehby de Carvalho

Rove, tudo bem?

O assunto foi tratado no post “Anúncios, recomendações e programa de afiliados” em https://www.teclasap.com.br/anuncios-recomendacoes-e-programa-de-afiliados/

Obrigado pelo interesse no Tecla SAP.

Abraços

Gustavo De Brito
Gustavo De Brito
6 anos atrás

Sempre entendi por ‘colo’ a região adornada pelos ‘colares’, entre o peito e a base do pescoço. O fato de remeter às pernas é que essas servem de assento, mas a cabeça é reclinada e tem apoio naquela região.
Parabéns pelo tema. Sempre acompanho suas postagens. Voltei das férias e estou lendo as que perdi.. rsrs. Abraço

Ulisses Wehby de Carvalho

Gustavo, tudo bem?

Obrigado pelo comentário. Boa leitura! Tem material de monte porque o Tecla SAP não tira férias! 😉

Abraços

William Lopes
William Lopes
6 anos atrás

Ulisses, notei que você não se referiu a palavra ‘lap’ para definir ‘colo’. Acredito que ela pode ser empregada em vários contextos. Segue definição da paravra no dicionário online Merriam-Webster:

Lap: the area between the knees and the hips of a person who is sitting down
A child was sitting on his lap.
She held the baby in/on her lap.
He kept his hands in/on his lap.
The students rested the books in/on their laps.

Ulisses Wehby de Carvalho
Reply to  William Lopes

William, tudo bem?

O texto é de Ron Martinez. Concordo com as suas observações.

Abraços

William Lopes
William Lopes
6 anos atrás

Ah, blz. Realmente não observei o autor do texto.

Jurandyr Junior
Jurandyr Junior
6 anos atrás

É fato infelizmente o desconhecimento dos brasileiros da enorme contribuição que o latim dá ao idioma inglês, um americano culto geralmente tem um bom conhecimento de nossa língua máter, e nem desconfiamos….Quantas e quantas palavras de origem latina enriquecem o idioma inglês e pensamos que somente nós brasileiros “importamos” palavras de outros idiomas, o tão conhecido skate é um verbo latino, e significa se abaixar, mas muita gente, digo a maioria esmagadora dos brasileiros não sabe disso…quanto ao artigo Ulisses é de utilidade, aliás a seriedade com a qual tu tratas teus assuntos compensa qualquer outra falha, que diga-se de passagem não são significativas.

Ulisses Wehby de Carvalho

Jurandyr, como vai?

Muito obrigado pela visita e pelo comentário. Volte mais vezes e comente sempre que puder.

Abraços

Kely
Kely
6 anos atrás

cool

Raphael
Raphael
6 anos atrás

é raro dizer “estou com dor no colo”… Exceto na frase “estou com torcicolo” ou “acordei com torcicolo”. Torcicolo é uma dor no pescoço que não deixa a gente virar a cabeça pros lados. Vem do italiano “torcicollo” formado por palavras que significam “torção” e “colo” (pescoço).

Ulisses Wehby de Carvalho
Reply to  Raphael

Raphael,

Obrigado pelo comentário e pelas informações. Volte mais vezes.

Abraços

Fausto Couto Sobrinho
Fausto Couto Sobrinho
6 anos atrás

Prezado Ulisses,
“Colo” é uma dessas palavras “quentes e macias” que estão na lembrança de todos nós. Quero crer que, no contexto, o significado é especificamente de “regaço”, ou seja, “cavidade formada por veste comprida entre a cintura e os joelhos de quem está sentado; colo”, conforme o Aurélio. “Criança de colo”, portanto, é aquela que é mantida no regaço, sobre seus joelhos e mantida em segurança apertada contra o corpo da mãe ou de quem a esteja segurando. Há uma clara extensão do significado para as criança que necessitam, pela tenra idade, de serem mantidas no colo ou carregadas de qualquer forma. Acho que a expressão inglesa “lap child” é a mais adequada ao contexto, a despeito de “infant” ser a mais utilizada.
Abraço e parabéns pela extraordinária contribuição para o trabalho dos tradutores ou de quem se interessa pelo idioma inglês.

Fausto

Ulisses Wehby de Carvalho

Fausto, tudo bem?

Muito obrigado pela visita e também pela contribuição. Agradeço os elogios em nome de toda a equipe do Tecla SAP. Volte sempre!

Abraços

Agostinho Júnior
Agostinho Júnior
6 anos atrás

Além de instrutivo, o post trás um “quê” de romantismo, pois nos faz lembrar e pensar mais profundamente sobre algo tão trivial quanto um “colinho”. Na qualidade de pai, pensar que o “colinho do papai” trás aconchego, carinho e proteção, me faz querer abraçar minhas filhas e apertá-las MUITO forte, hehehe…
Parabéns pela sensibilidade!
P.S.: Estou ouvindo minha play list em um provedor de serviço de streaming de música e enquanto escrevia este comentário, começou a tocar a música “Meu Futuro” do Thalles Roberto e lá pelas tantas ela diz: “Quem anda com Deus não vive por si só, é cuidado como criança de colo, que nos braços fortes do Pai descansa no aconchego do Amor…”
…que “coincidência”, não?!…

Ulisses Wehby de Carvalho

Agostinho, tudo bem?

Muito obrigado pelo interesse no Tecla SAP e pelo comentário simpático. Volte mais vezes.

Abraços

adriana
adriana
6 anos atrás

Muito interessante…nunca tinha pensado sobre isso antes.

Ulisses Wehby de Carvalho
Reply to  adriana

Adriana, tudo bem?

Obrigado pelo interesse no Tecla SAP e pelo comentário. Volte mais vezes.

Abraços

vyvytex
6 anos atrás

E eu que achava que o termo “saudade” era o único que não tinha equivalente na língua inglesa… hahaha

Ulisses Wehby de Carvalho
Reply to  vyvytex

vyvytex, tudo bem?

Esqueceu da caipirinha? 😉 Obrigado pela visita e pelo comentário.

Abraços

Shalina
Shalina
6 anos atrás

Olá! Sempre soube da palavra “cuddle” pra definir o ato de se abraçar/se aninhar geralmente quando sentados ou deitados, normalmente entre namorados/apaixonados ou entre mãe/pai e seus filhos.

Ulisses Wehby de Carvalho
Reply to  Shalina

Shalina, tudo bem?

Obrigado pela contribuição. “Cuddle” pode servir como equivalente em alguns dos sentidos descritos acima. Volte sempre!

Abraços