Masculino x Feminino? Inglês é mais fácil do que português?

Tempo de leitura: 6 minutos

Masculino x feminino by Michael Jacobs

MASCULINO x FEMININO

masculino x feminino

Masculino x feminino para quem não fala português

Why English is simpler than Portuguese – Part I – Masculine and Feminine

Vamos falar de pessoas, no masculino e na feminina… (Sei, sei! Não é feminina, é feminino, adjetivo masculino para “mulheres”. Muito bom, hein!) Pois bem, imagine a seguinte situação: Eu e um colega acabamos de ver dois homens conversarem animadamente e vamos comentar esse fato “extraordinário” com outra pessoa. O meu amigo relata: “Michael e eu vimos duas pessoas conversarem. Elas estavam conversando animadas”. Mas eu sei que eram (foram?) dois homens; portanto, a minha tendência será dizer: “Vi duas pessoas conversarem. Eles estavam conversando animadamente”. Errado, Michael! Eram pessoas, duas pessoas. Assim, o correto é (a minha verificação ortográfica está querendo que eu escreva “são elas”, mas não é isso que quero dizer – você me entende?) elas. Não obstante o que você queira, as regras do português não vão se curvar às suas vontades.

Outro dia, quase escrevi “uma mapa”. A tentação foi (ou era?) grande, mas me contive a tempo. (Ou é “em tempo”? Em inglês, é in time.)

As regras do masculino x feminino

Uma das primeiras regras que aprendemos a respeito do português é que os substantivos são masculinos ou femininos. Depois de passada a surpresa ou choque inicial, nós nos conformamos (“conformamos-nos?”) com essa realidade cruel. Em português, há sexo em todas as coisas. (Quisera eu ter tanto!) “Mesa” é mulher! “Piso” é homem! E ai de nós, curiosos e curiosas, se perguntamos por que é assim. Para nós, simples falantes de inglês, questões de sexo são reservadas às coisas obviamente masculinas (eu, por exemplo) e femininas (Julia Roberts e Cameron Diaz). Os pronomes she e he, os possessivos hers e his, os objetos her e him e… acabou-se. Em inglês, nós nos referimos ao sexo dos homens, das mulheres, dos gatos, cachorros e outros bichos do reino animal e pronto: esgotaram-se aí as questões masculinas e femininas. Mas, com o português, não: a questão está (estar?) apenas começando.

Bom, a duras penas, mas com muita (muito?) boa vontade, aprendemos e aceitamos que as coisas têm gênero. Uma das primeiras coisas que aprendemos é que as palavras que terminam com “o” são masculinas e que as que terminam com “a” são femininas. Mas aí vem alguém e diz: “Bom dia”. Como assim? Não deveria ser “Boa dia” ou “Bom dio”? Mas, como ia dizendo, aprendemos que os adjetivos em português vêm após o substantivo (mas, é claro, nem sempre), ao passo que em inglês vêm antes. Sim, posso arriscar: sempre. Em português, além de engolir esse fato, precisamos aprender a lidar com as exceções. É “bom dia” mesmo (mas tivemos um dia bom no trabalho hoje), e não é “minha guarda-roupa”, mas “meu guarda-roupa”. Porque “guarda-roupa” é substantivo masculino. E “dia”, quem diria, também.

As confusões causadas por masculino x feminino

Eu me lembrei de um diálogo engraçado que, volta e meia, tenho com os meus filhos, em casa.

Filho(a): “Pai, cadê a minha camiseta?”
Eu: “Estar na minha guarda-roupa”.
Correção do filho(a): “Na minha não, no meu”.
Eu: “Na seu não, na minha”.

Juro que esse tipo de diálogo é comum. Posso perguntar, ou pelo menos perguntava quando tinha mais cabelo (por que não cabelos, se em inglês hairs significa “fios” de cabelo?): “Alguém viu minha pente?” Posso dizer “Recebi uma telefonema de fulano”? Não só posso, como de fato faço (faço-o?; o faço?; faço o?) com freqüência, e não me sinto constrangido em (ou ao?) admitir isso. Desculpe-me, mas, apesar de tanto tempo aqui, ainda sou bem capaz de errar o sexo dos artigos e dos substantivos. Para mim, não há lógica atrás da escolha. Afinal, não aprendi naturalmente quando era criança; não foi algo que aprendi no colo da minha mãe. (Mas nem tudo está perdido: ela me ajudou bastante com o inglês.)

Masculino x feminino: Conclusões

Há várias maneiras de aprender e decorar as coisas. Tive dificuldade de lembrar a diferença entre um lenço e um lençol, por exemplo, até que um colega de trabalho me fez perceber que eu não dormia num lenço, nem usava lençol para secar as mãos, e aí ele me disse: “Michael, é fácil. É só lembrar que um lenço tem cinco letras e um lençol – que é maior – tem seis”. Nunca mais esqueci.

Cf. Substantivos femininos? Existem substantivos femininos em inglês?

Cf. Aeroporto: frases prontas e palavras úteis em inglês (com tradução)

Cf. 100 palavras em inglês que todo aluno iniciante conhece!


Gramática

Assista aos vídeos da playlist Gramática do canal Tecla SAP com Ulisses Carvalho no YouTube! Conheça dicas práticas para você aprender os principais conceitos da gramática da língua inglesa em contexto. Agora que você já conhece as diferenças entre masculino x feminino, você não vai ficar só nisso, não é? Saber usar a gramática é fundamental para você se comunicar bem em inglês! Sempre na dose certa, é claro, sem exageros!

https://www.youtube.com/watch?v=0d7jrmZSa88&list=PLcM64ZZJ2Mi3gMaVbm-bJgMAisNdeeqp8

Clique aqui e confirme para se inscrever gratuitamente no canal Tecla SAP com Ulisses Carvalho no YouTube. Enriqueça seu vocabulário de inglês, aperfeiçoe sua pronúncia e amplie seus conhecimentos gerais. Bons estudos!


Cf. BE YOUR OWN WOMAN: qual é o significado da expressão?

Cf. GENDER x GENRE: qual é a diferença entre elas?

Cf. 10 dicas infalíveis para você aprender inglês de uma vez por todas!

Speak up! We’re listening…

Você gostou da dica do Prof. Michael Jacobs sobre as diferenças entre masculino x feminino? O texto contribuiu para você enriquecer seu vocabulário de inglês e ampliar seus conhecimentos gerais? Nós do Tecla SAP queremos saber se o conteúdo foi útil para sempre levarmos material relevante para nossos leitores. Participe na seção de comentários, no rodapé da página. Muito obrigado.

Referência

Tirando Dúvidas de Inglês, de Michael Jacobs, Disal Editora, 2003. Leia a resenha para obter mais informações sobre o livro.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

17 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] Cf. Gramática: Masculino e Feminino […]

Sérgio Moreno
Sérgio Moreno
10 anos atrás

Sinto muito mas o mIchael confunde gênero com sexo.

vitor
13 anos atrás

good night,dad!

Sueli Conocchiari
Sueli Conocchiari
13 anos atrás

Será que vocês podem esclarecer uma dúvida que estou já a algum tempo? Tenho ouvido alguns médicos falarem….mau formação… Mas a palavra formação não é feminina? Nao seria correto dizer…má formação? Se puderem me responder por email…eu agradeço

everton candido de oliveira
everton candido de oliveira
14 anos atrás

ah,site é otímo

Bianca
Bianca
14 anos atrás

Adoro os textos dele! são excelentes! always!
abraços,
Bianca

João
João
14 anos atrás

O que acho ruim dessa menor diferenciação de gênero em inglês é que gera ambiguidade em alguns casos.

Thalita Carvalho
14 anos atrás

Excelente artigo!! Concordo plenamente com o Michael!! Até eu que sou brasileira prefiro o inglês!!

Thalita Carvalho
14 anos atrás

Excelente artigo!! Concordo plenamente com sua opinião Michael!! Até eu que sou brasileira prefiro o inglês!!!

Eurico
Eurico
14 anos atrás

Estou enganado ou há eventualmente “sexo” (sic) nas coisas em inglês? O gênero não está presente nos objetos quando se diz “Fill her up!” para que o frentista encha o tanque do carro, ou “The Texas Clipper was built in Sparrows Point, Maryland by Bethlehem Steel Corporation for the U.S. Merchant Marine Commission. She was destined to be a Texas ship from the beginning”? Amplexo.

Douglas
Douglas
14 anos atrás

Excelente texto (ou texto excelente?).
Enfim, parabéns.