OFTEN: evite traduzir “often” por “frequentemente”!

Tempo de leitura: 4 minutos

Isa Mara Lando

OFTEN (adv.)

Evite traduzir por “frequentemente”!

Evite “frequentemente”, palavra longa e formal, com eco interno. Há soluções mais idiomáticas:

  • That would often come to his mind.
  • Aquilo sempre (melhor que frequentemente…!) lhe vinha à mente.

often

1. com frequência, muitas vezes, amiúde, quantas vezes, tantas vezes, não raro Cf. AGAIN AND AGAIN

  • I go there often.
  • Vou lá com frequência.
  • Our competitors are offering higher quality, often at lower prices.
  • Nossos concorrentes oferecem mais qualidade, muitas vezes, não raro a preços mais baixos.
  • How often have I said this?
  • Quantas vezes eu já disse isso?

2. muito, bastante; sempre

  • This device is often used to show…
  • Este recurso é muito usado para mostrar…
  • He often appears on TV.
  • Ele aparece bastante, muito, sempre na TV.
  • My father often told me not to despair.
  • Meu pai sempre me dizia para não desesperar.
  • People don’t go up there that often.
  • Não é sempre que as pessoas vão até lá. / As pessoas não vão muito lá.

3. em geral, geralmente; de costume, de hábito; quase sempre Cf. TYPICALLY

  • These networks are often quite extensive.
  • Essas redes geralmente, em geral, quase sempre são muito extensas.

com FAIRLY

  • We were able to get together fairly often.
  • Nós nos víamos bastante, com bastante frequência.

com VERY

  • This motif appears very often.
  • Este motivo sempre, quase sempre, geralmente aparece.

Usar os verbos: costumar, ser comum, ser frequente, viver

  • Grown children often live with their parents.
  • É comum, frequente os filhos já adultos morarem com os pais.
  • People often ask me this question.
  • As pessoas costumam me perguntar, vivem me perguntando isso.

Usar “muitos”, “muitas”, qualificando o sujeito:

  • Parents often ask me what to do.
  • Muitos pais me perguntam o que fazer.
  • Hospital owners often include doctors.
  • Muitos donos de hospitais são médicos.
  • These antiques, often smuggled, are worth a fortune.
  • Essas antiguidades, muitas delas contrabandeadas, valem uma fortuna.

Usar “também”, “inclusive”:

  • They show their negative feelings, often in subtle and nonverbal ways.
  • Eles demonstram seus sentimentos negativos, também, inclusive de maneiras sutis e não verbais.

A palavra é muito usada para relativizar, evitar afirmações taxativas. Omitir quando supérfluo: Cf. PROBABLY

  • It is often said that…
  • Diz-se, dizem que…
  • The sunlight would often reflect on the tiny raindrops.
  • O sol se refletia nas gotinhas de chuva.
  • Vendors are often reluctant to provide extra services.
  • Em geral os fornecedores não querem oferecer serviços extra.

Cf. POPULAR: nem sempre “popular” é a melhor tradução!

Cf. 10 dicas infalíveis para aprender inglês

Cf. ODD: como traduzir “ODD”, “THE ODD”, “ODDS” e “AT ODDS”?

Speak up! We’re listening…

O que você achou das sugestões de tradução que a Profa. Isa Mara Lando oferece para o advérbio? Você acredita que ampliou seu leque de opções ou não? Nós do Tecla SAP queremos muito conhecer sua opinião. Por favor, envie seu comentário no rodapé da página. Participe!

Google+ e Twitter

Adicione este perfil no Google+ para receber conteúdo exclusivo do Tecla SAP. Se preferir acompanhar as dicas pelo Twitter / Periscope, siga @teclasap. Muito obrigado pelo interesse! A gente se fala nas redes sociais…

YouTube

Inscreva-se no canal do Tecla SAP no YouTube e não perca nenhum vídeo com as dicas de inglês do primeiro e maior blog com dicas de inglês do Brasil. Sua participação é essencial para que possamos levar conteúdo educacional de qualidade para cada vez mais pessoas!

Dicas por e-mail

Até quando você vai continuar perdendo oportunidades por não ser fluente em inglês? Cadastre-se agora mesmo para receber as dicas do Tecla SAP por e-mail. É grátis e não leva nem 30 segundos! Clique no botão abaixo, digite nome e e-mail e mais nada! Você ainda ganha o e-book Aprenda inglês com humor – Micos que você não pode pagar! E esse é só o começo… O que você está esperando?

Quero receber as dicas de inglês e o E-BOOK de presente!

Referência

VocabuLando – 2a. edição, de Isa Mara Lando – Disal Editora, 2015. Leia a resenha para obter mais informações sobre o livro. Adquira seu exemplar com total comodidade e segurança absoluta no site da Disal Distribuidora, empresa com mais de 40 anos de existência e a maior distribuidora de livros voltados ao ensino de idiomas no Brasil.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

30 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] Cf. OFTEN: evite traduzir “often” por “frequentemente”! […]

trackback

[…] Cf. OFTEN: evite traduzir “often” por “frequentemente”! […]

trackback

[…] a night owl. He often works until two or three o’clock in the […]

Augusta Scheer
Augusta Scheer
5 anos atrás

dicas valiosas! vcs poderiam falar também sobre a expressão “make a case that/for/against…”, “the case for…”?
obrigada

Ulisses Wehby de Carvalho
Reply to  Augusta Scheer

Augusta, tudo bem?

Obrigado pelo elogio ao texto. Agradeço em nome da Profa. Isa Mara Lando, autora do excelente “VocabuLando”, de onde o trecho publicado foi extraído.

Em geral, “make a case” significa “argumentar” em favor (for) ou contra (against) pessoa ou causa.

Abraços

Ulisses Wehby de Carvalho

Élida, tudo bem?

É verdade. “Especialista” em tradução é o que não falta… 😉 Volte sempre!

Abraços

Ulisses Wehby de Carvalho

Hotiene, tudo bem?

Entendi que o livro era para você… 😉 Minha sugestão é visitar uma livraria especializada (ou o site de uma delas caso não haja nenhuma na cidade em que você mora) e consultar as diversas coleções à disposição. São mesmo muitas considerações a serem feitas antes de se tomar essa decisão. Não me sinto à vontade para recomendar nenhuma delas sem conhecer um série de variáveis sobre o perfil dos teus alunos, faixa etária, seus interesses e necessidades, entre outras características.

Abraços

Ulisses Wehby de Carvalho

Hotiene, tudo bem?

Obrigado pelo elogio ao trabalho no Tecla SAP. Agradeço em nome de toda a equipe.

Dê uma olhada no livro “Inglês para Professor”, de Higor Cavalcante. Tenho a impressão de que ele pode ser útil para você. O link é este: http://www.disal.com.br/detalhes/index.asp?codigo=525521.1&alc=1&comis=59147ZDlYbxnfYhEiLvhipATGTGHkIaerpALvzwN

Abraços

trackback

[…] Cf. OFTEN: evite traduzir “often” por “frequentemente”! […]

trackback

[…] Cf. OFTEN: evite traduzir “often” por “frequentemente”! […]

Ulisses Wehby de Carvalho

Dave, tudo bem?

Muito obrigado pelo feedback simpático. O texto tem o objetivo de oferecer outras opções para que não precisemos recorrer sempre às mesmas soluções. Volte sempre!

Abraços

Sônia Gonçalves
5 anos atrás

Olá, Esther! Obrigada pelo comentário. Eu também trabalho com textos literários e técnicos, mas depois dessa dica do Ulisses, comecei a variar mais o tal do “often” e “typically” – aliás, esse último é muito recorrente em Patentes, e eu não consigo engolir a tradução “tipicamente” em todo lugar! 😉

Ulisses Wehby de Carvalho

Esther, tudo bem?

No hard feelings… Acredito que está bem claro que a recomendação do post é genérica. Casos específicos devem ser tratados como tal.

Abraços

Ulisses Wehby de Carvalho

Esther, tudo bem?

Não há contradição nenhuma no meu comentário. Repito: o texto do post é de Isa Mara Lando. A recomendação da tradutora, professora de tradução e autora do VocabuLando é para evitarmos a mesmice preguiçosa do “frequentemente”, usado em toda e qualquer situação por alunos de tradução, alunos de inglês e “tradutores amadores” que se aventuram pelos caminhos da tradução.

A tradução é plural, o público do Tecla SAP é plural e a recomendação da Isa Mara é plural. Afinal de contas, são mais de 20 opções. Escolha a que você julgar mais adequada para o seu texto.

Abraços

Sônia Gonçalves
5 anos atrás

Oi, Ulisses! Muita boa a sua explanação. Vai me ajudar na hora de revisar patentes, pois os tradutores quase sempre colocam “frequentemente” (e, na maioria das vezes, por exigência do cliente, que também não conhece as possibilidades… 😉 )

Ulisses Wehby de Carvalho

Sônia, tudo bem?

Obrigado pelo feedback simpático. Agradeço em nome de todos os colaboradores do blog e, em especial, o da Isa Mara.

Abraços

Ulisses Wehby de Carvalho

Nadia, como vai?

O equívoco que muitos leigos cometem é achar que tradução é singular. Tradução é plural. Explico.

Toda oração que começa “a melhor forma de traduzir (palavra x) é…” está fadada ao fracasso porque não há como existir apenas uma solução. As respostas vão variar dependendo do contexto, do tipo de texto, da intenção do/a autor/a, entre muitas outras variáveis. Engana-se quem acredita que as associações entre as palavras de um idioma com as de outro são estanques. Nem tradutor automático pensa mais assim.

O manual de um gerador, a apólice de seguro, o conto, a peça teatral, o texto jornalístico são textos que não podem receber o mesmo tratamento. Não há, portanto, “a melhor forma de traduzir tal coisa é…”. Se se parte com o objetivo errado, não há como se chegar ao destino correto.

Outro tropeço também muito comum entre os bilíngues que não são profissionais da tradução é achar que a fidelidade é com a palavra. A fidelidade é com o conceito que uma determinada palavra encerra. Este conceito pode variar pelas mesmas razões apresentadas anteriormente.

Uma particularidade com “often” é o fato de a palavra ser muito mais comum em inglês do que “frequência”, “com frequência” e “frequentemente” na língua portuguesa. Logo, recorrer às sugestões apresentadas no post deixa o texto traduzido mais natural e fidedigno às características da língua portuguesa. Quanto menos cara de “tradutês” a produção final tiver, melhor.

Em suma, a questão é completar a frase “as melhores formas de traduzirmos ‘often’ são…” Ops, mas isso a Isa Mara já fez…

Abraços

Sônia Gonçalves
5 anos atrás

Concordo plenamente, Ulisses! Como complemento, posso citar a área de Propriedade Intelectual. Quem conhece e trabalha com Patentes de Invenção sabe que elas podem envolver várias áreas, como: metalurgia, química, biologia, TI etc. Então, para cada assunto, esse vocábulo poderá ser traduzido de uma determinada forma, já que o intuito é não mudar o sentido da descrição e também contextualizá-la, para que o agente de PI, brasileiro, tenha condições de analisar o escopo da invenção, sem ter que se preocupar com o idioma em si. Na minha opinião, uma boa tradução é aquela que, por causa de sua fluidez, nos faz esquecer que não estamos lendo o original. 😉

Ulisses Wehby de Carvalho

Sônia, tudo bem?

Perfeita a sua descrição de boa tradução. Na mosca!

Abraços

Priscila
Priscila
5 anos atrás

Great post, Ulisses. As you often do! Cheers…

Ulisses Wehby de Carvalho
Reply to  Priscila

Hi Priscila,

Thanks for the feedback. Loved the play on words… 😉

Take care

Esther Alcântara
Esther Alcântara
5 anos atrás

Oi, Ulisses! Mais uma vez excelente a sua contribuição para o nosso conhecimento. Obrigada! Eu não sou tradutora, mas revisora. E faço revisão de traduções de livros, comparando palavra a palavra, frase a frase, do original em inglês para o português, o que chamamos de cotejo no mundo editorial. Concordo com você que na maioria dos casos a tradução para “frequentemente” pode soar pesada e pouco longe do nosso uso, mas em livros nem sempre é assim. Tudo dependo do estilo do autor, do todo da obra… Então só faço a ressalva para o fato de que o contexto e o suporte em que lemos a palavra determina muito da nossa escolha; importante é ter noção de adequação. Abraços.

Ulisses Wehby de Carvalho

Esther, tudo bem?

Obrigado pela visita e pelo comentário simpático. Concordo plenamente com as suas observações. Adequação é tudo! Volte sempre!

Abraços

Esther Alcântara
Esther Alcântara
5 anos atrás

😉

Ulisses Wehby de Carvalho

Esther, tudo bem?

Obrigado pelo interesse no Tecla SAP. Agradeço o elogio em nome de Isa Mara Lando, tradutora, professora de tradução e autora do VocabuLando, obra de referência da qual o texto do post foi extraído.

Concordo plenamente com a sua observação de que contexto e adequação são fundamentais. Por isso mesmo, a Isa Mara oferece mais de 20 opções para traduzirmos “often” para a língua portuguesa. A intenção é justamente oferecer um leque variado de alternativas e evitar a mesmice do “frequentemente”. Cabe ao profissional escolher a mais indicada para cada situação.

Abraços

Alexandre Rodrigues do Nascime
Alexandre Rodrigues do Nascime
5 anos atrás

Quando eu vi a chamada já fiquei pensando “que treco difícil é falar inglês certo”, mas, depois da leitura concordei e vou tentar acertar mais este ponto. Muito obrigado pelo post!

Ulisses Wehby de Carvalho

Alexandre, tudo bem?

Obrigado pelo comentário. A intenção do texto é demonstrar que as associações entre as palavras de um e outro idioma são fluidas e muito dinâmicas.

Fico feliz em saber que a mensagem foi bem comprendida. Volte mais vezes.

Abraços

Ulisses Wehby de Carvalho

Hi Isaque,

Not anymore… Thanks for pointing that out though. We really appreciate the gesture.

Take care

Ulisses Wehby de Carvalho

Peterson, tudo bem?

Obrigado pela gentileza de manifestar sua opinião. Volte mais vezes e comente sempre que puder.

Abraços