Transar? Como podemos dizer “transar” na gíria americana?

Tempo de leitura: 2 minutos

Transar by Jack Scholes

TRANSAR

transar

TO MAKE IT WITH SOMEBODY (US)
[fazer sexo; transar]

  • Have you made it with him yet?
  • Você já transou com ele?

Além da expressão to make it with somebody, em inglês americano se diz informalmente to make out, que pode significar tanto fazer sexo – transar – quanto simplesmente entregar-se a carícias íntimas, beijar-se e tocar-se sexualmente. Exemplo:

  • They were making out in her car.
  • Eles estavam transando no carro dela. / Eles estavam dando uns amassos no carro dela.

Palavrões em inglês sem censura! Só para maiores!

Este vídeo contém os principais palavrões da língua inglesa com tradução sem filtro! O conteúdo é dirigido ao público adulto que tem maturidade e discernimento para saber que não estou fazendo apologia ao uso de palavras e expressões vulgares. Não assista ao vídeo se você não se enquadrar nesse perfil.

Não se deixe iludir pelas traduções filtradas de legendas de filmes e séries! Lembre-se de que você tem controle sobre o que fala, mas não sobre o que ouve. Por essa razão, é muito importante conhecer o verdadeiro significado dessas palavras e expressões.

Curta, comente e compartilhe o vídeo com os amigos. Clique aqui e confirme para se inscrever gratuitamente no canal do Tecla SAP no YouTube. Bons estudos!


Cf. Phrasal Verbs: MAKE OUT

CfFUCK: origem, significados e usos do palavrão mais conhecido

CfGET IT ON: qual é o significado e a tradução do phrasal verb?

CfNOOKIE: o que a gíria “NOOKIE” / “NOOKY” quer dizer?

CfSCORE: o que a gíria “TO SCORE” quer dizer?

CfSCREW: qual é o significado e a tradução dessa gíria?

CfSHAG: o que essa gíria britânica quer dizer?

Speak up! We’re listening…

Nós do Tecla SAP queremos muito saber o que você achou da dica do Prof. Jack Scholes sobre como se diz “transar” em inglês. Participe enviando sua opinião na seção de comentários, no rodapé desta página. Muito obrigado!

Referência

Slang – Gírias Atuais do Inglês, de Jack Scholes – Disal Editora, 2004. Leia a resenha para obter mais informações sobre o livro.